Cidades

publicidade
27 de janeiro de 2010 • 21h49 • atualizado em 27 de Janeiro de 2010 às 22h28

SC: Criciúma fica em emergência por chuva e ventos de 70 km/h

Rua fica alagada após fortes chuvas em Criciúma (SC)
Foto: Prefeitura de Criciúma / Divulgação
Fabrício Escandiuzzi
Direto de Florianópolis

O prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro (PSDB), decretou situação de emergência para a cidade na noite desta quarta-feira depois que um forte temporal com ventos que chegaram a atingir 70 km/h causou muitos prejuízos. Duas pessoas ficaram feridas e pelo menos 15 bairros registraram alagamentos.

Diversas ruas da região central do município, localizada a 190 km de Florianópolis, ficaram completamente alagadas. A praça Nereu Ramos, considerada a principal de Criciúma, foi completamente tomada pela água. Lojas e até mesmo um shopping center precisaram fechar as portas às pressas.

De acordo com as primeiras informações da diretora da Defesa Civil do município, Ângela Mello, dezenas de casas acabaram destelhadas e há registro de residências completamente destruídas. Seis equipes estão acompanhando a situação na noite de hoje para divulgar um relatório sobre os estragos.

Em apenas uma hora, foi registrada a precipitação de 132 mm na cidade, sendo que 100 mm representa quase a média de chuva para o Estado no mês de janeiro, segundo o Centro de Informações de Recursos Ambientais e de Hidrometeorologia de Santa Catarina. No total, 15 bairros foram afetados pelos alagamentos. A água chegou a quase cobrir alguns carros na região central, a mais afetada. Ainda segundo a Defesa Civil, dois homens sofreram ferimentos leves depois que o teto de uma empresa desabou, no início da noite.

Em Florianópolis, a direção da Defesa Civil estadual permanece em plantão acompanhando a situação em Criciúma. Uma equipe será deslocada à região na manhã desta quinta-feira para avaliar os estragos.

Em apenas 24 horas, quatro cidades catarinenses decretaram emergência após temporais. Além de Criciúma, os municípios de Pomerode, Timbó e Rio dos Cedros, todos no Vale do Itajaí, publicaram o decreto após sofrerem com temporais ocorridos na noite de ontem.

Redação Terra