12 eventos ao vivo

RJ: Microsoft cria sistema de mapeamento de favelas

A primeira comunidade a ser mapeada foi o Vidigal, vizinha ao bairro do Leblon, na zona sul da cidade

27 mai 2014
23h28
atualizado em 28/5/2014 às 14h17
  • separator
  • 0
  • comentários

A Microsoft lançou nesta terça-feira, na favela do Vidigal, na zona sul do Rio, o projeto Na Área, que pretende realizar o mapeamento participativo de comunidades ao redor do mundo. Em parceira com o Instituto Pereira Passos e os moradores, o a empresa criou uma plataforma que mapeia os pontos de interesse da comunidade e os disponibilizando em seu sistema de buscas, o Bing.

Segundo os executivos da Microsoft, 40% do uso da internet em dispositivos móveis tem relação com a localização – buscas de estabelecimentos comerciais, referências geográficas, etc. “Temos 12 milhões de brasileiros vivendo em comunidades no Brasil, 65% pertencentes a classe média. É um público muito grande para ser ignorado”, diz Marcos Swarowskylk, diretor de publicidade online da Microsoft.

Com o sistema, os moradores e visitantes poderão fazer buscas sobre pontos específicos na comunidade, que até então tinha apenas parte de seus logradouros mapeados pelo IPP. “Inserir essas pessoas no mapa é também uma questão de cidadania. Com o projeto completamos mais uma etapa no objetivo de colocar os moradores da comunidade no mapa oficial da cidade”, diz Eduarda La Rocque, presidente do IPP.

O sistema irá funcionar em parceria com sites como Trip Advisor e Foursquare. A ideia é que a opinião dos usuários da ferramenta também possa ser inserida, facilitando a atualização das informações.

Os moradores do Vidigal já iniciaram a participação na plataforma com fotos dos principais pontos da comunidade. Os comerciantes que desejarem inserir seus estabelecimentos no banco de dados do projeto Na Área da ferramenta Bing devem entrar em contato com agentes da UPP Social ou com as ONGs locais.

As próximas comunidades a entrar no mapa serão Manguinhos e o Complexo de Favelas da Maré, na zona norte da cidade.

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade