publicidade
28 de agosto de 2011 • 09h45 • atualizado às 11h17

RJ: após mortes em bonde, moradores prometem manifestação

Perito fotografa bonde virado no bairro de Santa Teresa
Foto: Murilo Rezende / Futura Press
 

Os moradores do bairro Santa Teresa, no Rio de Janeiro, preparam uma manifestação para a próxima quinta-feira, quando um dos ícones da cidade completa 115 anos de existência. A cobrança será por melhores condições estruturais e de segurança do equipamento, que na tarde de sábado registrou seu pior acidente, deixando cinco mortos e 57 feridos. Ainda não foram confirmados o local e o horário do ato.

Na manhã deste domingo, representantes do Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (Crea) vão fazer uma inspeção no local do acidente, acompanhados por integrantes da Associação de Moradores de Santa Teresa. Hoje, técnicos do Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE) iniciaram a perícia para tentar elucidar as causas do acidente.

Cinco mortos
Cinco pessoas morreram e 57 ficaram feridas na tarde de sábado em acidente com um bondinho de Santa Teresa que fazia o trajeto Largo da Carioca-Dois Irmãos. A tragédia ocorreu na rua Joaquim Murtinho, próximo ao número 250. Entre os mortos, há uma menina de 12 anos. Moradores fizeram mutirão para socorrer vítimas e dois ônibus serviram de ambulância para levar feridos ao hospital.

Dez pessoas seguiam internadas em estado grave. Segundo testemunhas, o bondinho teria perdido o freio, descido a ladeira e colidido com um poste, tombando. Um grupo de 26 passageiros foi levado para os hospitais em dois ônibus e outros 27 em ambulâncias do Corpo de Bombeiros. O resgate contou com a participação de 60 bombeiros dos quartéis de Santa Teresa, São Cristóvão e Central.

Corpos são liberados do IML
Os corpos do condutor Nelson Correa da Silva e dos passageiros João Batista Soares e Ivone da Silva foram liberados do Instituto Médico Legal (IML) na manhã deste domingo. Ainda não foram confirmados detalhes sobre o velório e o sepultamento dos três. Já o corpo de Claudia Lilian Almeida Fernandes, ainda não liberado, será enterrado no Rio Grande do Sul. A quinta vítima fatal do acidente foi identificada como Maria Eduarda Nunes.

Veja onde ocorreu o acidente com o bonde:

O Dia