publicidade
25 de dezembro de 2012 • 11h31 • atualizado às 16h23

Rio Grande do Sul registra sensação térmica de mais de 50°C

No meio da manhã desta terça-feira, termômetro de rua na praça da Alfândega, no centro de Porto Alegre, já marcava 34°C
Foto: Lucas Rohãn / Especial para Terra
 

Uma onda de calor está sobre o Rio Grande do Sul e, segundo meteorologistas, pode provocar o Natal mais quente da história dos gaúchos. De acordo com o Inmet, uma estação meteorológica em Porto Alegre registrou temperatura de 38,9ºC - recorde de máxima do ano. O calorão começou ontem pelas cidades da zona sul do Estado: em Pelotas, a sensação térmica foi de 53°C. Em Canoas, o termômetro atingiu 40º às 15h.

Saiba como se calcula a sensação térmica

Os gaúchos precisaram passar a noite de Natal no ar condicionado ou na frente do ventilador, pois a noite da última segunda-feira já foi muito quente. O Metroclima, serviço de observação meteorológica da Prefeitura de Porto Alegre, advertiu para “o Natal mais quente até hoje registrado na cidade”. “A sensação térmica (índice de calor) pode ficar ao redor dos 50ºC”, adverte o site.

Ainda de acordo com a prefeitura, há previsão de chuva forte com ventos a partir do final do dia. Segundo a Climatempo, há alto risco de tempestades entre a noite desta terça-feira até sexta-feira, devido ao excesso de calor, a baixa pressão do ar e a passagem de uma frente fria.

De acordo com o Metroclima, a possibilidade de chuva forte é grande, principalmente amanhã. A temperatura também deve mudar: as mínimas devem ficar entre 16ºC a 18ºC nos próximos dias, enquanto as máximas não passarão dos 23ºC.

Terra