6 eventos ao vivo

Rio de Janeiro registra 8 explosões de bueiros em 12 meses

15 jul 2010
22h18
atualizado em 16/7/2010 às 00h40

Nos últimos 12 meses, foram registradas oito explosões de bueiros da rede subterrânea da Light, concessionária responsável pelo fornecimento de energia elétrica no Rio de Janeiro. Desse total, três ocorreram desde o dia 29 de junho, o que levou as autoridades a questionarem a estrutura. Segundo o delegado Fernando Reis, titular da Delegacia de Atendimento ao Turista (Deat), responsável pela investigação do incidente que feriu um casal de americanos, o problema não é novidade.

As duas últimas explosões, que aconteceram em Copacabana e em Ipanema (zona sul), não deixaram feridos. Já o casal de turistas americanos atingido no dia 29 do mês passado continua internado na clínica São Vicente, na zona sul da cidade. Sarah Llowry chegou a correr risco de morte e teve 80% do corpo queimado. Agora, seu estado é estável, mas ainda inspira cuidados. Seu companheiro, David McLaughlin, teve ferimentos menos graves, mas também segue internado.

Para o delegado, as explosões podem ter sido causadas por vazamentos na tubulação da Companhia Estadual de Gás (CEG). O delegado ouviu técnicos da Light e da CEG e aguarda o resultado da perícia do Instituto Carlos Éboli. A Agencia Nacional de Energia Elétrica (Aneel) também já solicitou informações à Light sobre os problemas na rede. No entanto, a concessionária ainda não conseguiu apontar a causa das explosões.

"O fator recorrente em todos esses casos é o curto-circuito. O que a perícia tenta descobrir é a razão pela qual ele tem sido causado (...) Temos que saber se o material da rede está desgastado ou se a rotina de vistorias está equivocada", disse.

Jornal do Brasil Jornal do Brasil
publicidade