Cidades

publicidade
17 de junho de 2010 • 13h12 • atualizado às 13h31

Recife: em 24 horas, chuva ultrapassa metade da média do mês

A situação no Recife é de alerta nesta quinta-feira por conta da grande quantidade de chuva sobre a cidade nos últimos dois dias. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia, entre 9h de quarta e 9h desta quinta, a região do Curado acumulou 116,4 mm. Foi o maior volume de chuva em 24 horas do ano, superando os 82,4 mm acumulados entre terça e quarta-feira.

De acordo com o instituto, o total de chuva acumulada na região do Curado entre a manhã de terça e a manhã desta quinta foi de 198,8 mm. Isto representa pouco mais do que a metade do que normalmente chove durante o mês de junho, cuja média é de 390 mm. Tradicionalmente, junho é um mês de muita chuva no litoral de Pernambuco.

A chuva no Recife nesta semana começou devido a uma frente fria forte que avançou até o litoral da Paraíba e do Rio Grande do Norte. Poucas frentes frias conseguem alcançar estes Estados brasileiros. A frente fria já se afastou da costa leste do nordeste, mas seus efeitos continuam sendo sentidos na região.

Paraíba
A situação da capital João Pessoa também é preocupante por conta das chuvas da semana. Nesta quinta-feira, nuvens carregadas cresceram entre o litoral do Rio Grande do Norte e de Pernambuco e levaram ao aumento das chuvas em João Pessoa e em todo o leste da Paraíba.

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia, entre 9h da quarta e 9h desta quinta, foram acumulados de 40 a 45 mm sobre a cidade. Do início do mês até a manhã desta quinta, choveu cerca de 164 mm, o que corresponde a 43% da média normal para junho, de 381,5 mm.

As nuvens pesadas que se formaram na costa leste do Nordeste devem persistir nesta sexta-feira. No litoral da Paraíba, a tendência é de que a chuva diminua no decorrer da tarde. Já no leste de Pernambuco, incluindo o litoral e áreas de Agreste, a sexta-feira deve ser de chuva. O risco de deslizamentos e alagamentos é grande.

Redação Terra