Cidades

publicidade
15 de maio de 2013 • 17h08 • atualizado em 20 de Maio de 2013 às 17h56

Prefeito do Rio confirma feriadão para visita do Papa

De acordo com Paes, os feriados vão ser integrais nos dias 25 e 26 de julho, quando o Papa vai ter agenda cheia em Copacabana

A prefeitura trabalha com a expectativa de 1,5 milhão de peregrinos na cidade
Foto: Vítor Silva / JB Online
  • Marcus Vinicius Pinto
    Direto do Rio de Janeiro
 

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, confirmou nesta quarta-feira que vai enviar à Câmara Municipal um projeto de lei para decretar feriado durante a visita do papa Francisco ao Rio de Janeiro durante a Jornada Mundial da Juventude. De acordo com Paes, os feriados vão ser integrais nos dias 25 e 26 de julho, quando o Papa vai ter agenda cheia em Copacabana. No dia 23, quando há uma missa prevista em Copacabana às 20h com o arcebispo do Rio, dom Oraní Tempesta, haverá meio feriado - a partir das 16h. Já no dia 29, a folga se estende até o meio-dia, para facilitar a saída dos peregrinos da cidade.

Papa Francisco vem ao Brasil pela primeira vez; veja agenda
Novo papa é o argentino Jorge Mario Bergoglio: papa Francisco

“A previsão é que as pessoas levem cerca de 20 horas para conseguir sair de Guaratiba após a missa do domingo dia 28”, explicou Paes, que pediu paciência à população para o transtorno que a cidade vai viver nesse período. “Tenho que pedir que as pessoas entendam e se programem para esse período, pela importância de recebermos o papa Francisco” disse.

O feriado, no entanto, não vai valer para todo mundo. Bares, lanchonetes, centros comerciais e shoppings, centros culturais e pontos turísticos vão funcionar para que o turista possa ser bem atendido durante a estada na cidade. “E algumas repartições importantes da prefeitura vão funcionar normalmente”, disse Paes, em referência a setores como os de Saúde, Ordem Pública e Transportes. Paes, entretanto, negou que vá decretar feriado durante os jogos da Copa das Confederações. “São eventos isolados no Maracanã e não é necessário.” No dia 23, as empresas e repartições públicas vão poder abrir mais cedo para compensar o fechamento às 16h.

A prefeitura espera cerca de 1,5 milhão de peregrinos durante a Jornada e a chegada de 20 mil ônibus fretados do Brasil e de países vizinhos. “Para que vocês tenham noção, a frota do Rio é de 9 mil ônibus”, disse. Para quem vem de fora, a organização do evento vai montar três pontos de triagem e identificação dos ônibus de peregrinos: no Parque de Exposições de Itaipava, na região serrana, para quem vem de Minas Gerais, Centro-Oeste, Norte e Nordeste do País; no Parque de Exposições de Casimiro de Abreu, para quem vem do norte fluminense e do Espírito Santo; e na sede da Canção Nova em Cachoeira Paulista, ainda no Estado de São Paulo, para quem vem de São Paulo e do Sul do País.

“Os ônibus serão adesivados e só será permitido circular em um determinado trecho”, afirmou o prefeito. Depois de desembarcar os peregrinos, os ônibus terão que se deslocar até dois bolsões de estacionamento em Paciência e no Recreio dos Bandeirantes.

Igreja comenta sobre agenda do Papa no BrasilClique no link para iniciar o vídeo
Igreja comenta sobre agenda do Papa no Brasil

Os locais de desembarque dos peregrinos dentro da cidade ainda não estão definidos, mas, de acordo com o prefeito, há reuniões quinzenais entre os três níveis de governo e o comitê organizador da Jornada Mundial da Juventude para que se detalhe cada vez mais o projeto para que tudo corra bem. “É preciso entender que é um evento diferente. As pessoas vêm para rezar, para ver o Papa. Estive em Madri e vi como tudo funciona com tranquilidade”, disse Paes. Há um plano especial de fiscalização de transportes (táxis e ônibus) para chegadas e saídas de peregrinos por aeroportos e pela rodoviária da cidade.  

Papa Francisco no Brasil
Com um público estimado em 1,5 milhão de pessoas, a Jornada Mundial da Juventude (JMJ) 2013 ocorre entre os dias 23 e 28 de julho, no Rio de Janeiro. O evento, realizado a cada dois ou três anos, promove um encontro internacional de jovens católicos o Papa. A última edição da JMJ ocorreu em 2011, em Madri, na Espanha, e reuniu cerca de 2 milhões de pessoas, de mais de 190 países. O evento marca também a primeira grande visita internacional do papa Francisco desde sua nomeação como líder máximo da Igreja Católica, em 13 de março desde ano.

O Pontífice chega ao Rio de Janeiro na tarde do dia 22 de julho, com retorno a Roma previsto para o dia 28. Sua agenda no Brasil contempla a visita à comunidade de Varginha, no complexo de Manguinhos, na zona norte do Rio, e ao Hospital São Francisco de Assis. Além disso, terá um encontro com a sociedade no Theatro Municipal, no centro da cidade, e ao Santuário de Aparecida, em São Paulo. O ponto alto fica por conta de duas grandes celebrações na praia de Copacabana, na zona sul do Rio, nos dias 25 e 26.

<a data-cke-saved-href=" http://www.terra.com.br/noticias/infograficos/raio-x-vaticano/iframe.htm" href=" http://www.terra.com.br/noticias/infograficos/raio-x-vaticano/iframe.htm">veja o infográfico</a>
Terra