0

Polícia encontra coquetel molotov em prédio da reitoria da USP

8 nov 2011
11h22

Após a desocupação do prédio da reitoria da Universidade de São Paulo (USP), policiais encontraram seis garrafas de coquetéis molotov, que poderiam ser utilizados em um possível confronto dom a Polícia Militar.

Ainda no prédio invadido, a perícia encontrou muitas pichações e alguns objetos danificados. "Foram encontradas câmeras danificadas, portas arrombadas e pichações nas paredes", relatou o coordenador da Central de Flagrantes do 91º DP, José Carlos Gambarini, que esteve no prédio da reitoria da USP.

Os 70 alunos que ocupavam o prédio da universidade foram expulsos e conduzidos, pacificamente, pela polícia até a delegacia. Eles serão indiciados por danos ao sistema público, desobediência à decisão judicial e crime ambiental.

Após a prisão dos invasores, um grupo de alunos iniciou uma manifestação na Cidade Universitária pedindo a saída da Polícia Militar.

Reintegração
A Polícia Militar chegou à universidade e cercou o prédio da reitoria por volta das 5h para cumprir a ordem judicial de reintegração de posse do imóvel. O prazo para a desocupação estipulado pela Justiça já havia se esgotado, e o emprego da força policial estava autorizado desde as 23h.Inicialmente não houve enfrentamento entre estudantes e os policiais do Batalhão de Choque. Pelo menos três estudantes foram detidos ao tentar furar o bloqueio policial e entrar de volta na reitoria. Os policiais impediram o retorno apenas com os escudos, sem o uso de cassetetes ou bombas de gás.

Histórico
A invasão aconteceu por parte de um grupo descontente com a resultado de uma votação em assembleia que decidiu, na terça-feira, por 559 votos a 458, encerrar a ocupação do prédio da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). O grupo deslocou o portão de trás do edifício da Administração Central, usando paus, pedras e cavaletes, e em poucos minutos chegou ao saguão principal do prédio. A FFLCH havia sido ocupada depois que a PM abordou três estudantes no campus por porte de maconha na quinta-feira da semana passada e tentou levar os usuários detidos. Os policiais usaram gás lacrimogênio, e alunos teriam ficado feridos após confronto.


No interior do prédio invadido, a polícia encontrou garrafas de coquetéis molotov
No interior do prédio invadido, a polícia encontrou garrafas de coquetéis molotov
Foto: Mauricio Camargo / Futura Press
Fonte: Terra

compartilhe

publicidade
publicidade