0

Ônibus são retirados de circulação no Rio de Janeiro

12 mai 2010
04h01
atualizado às 04h37

Ônibus que circulam pelas ruas do Rio de Janeiro em mau estado de conservação ou com problemas na documentação estão sendo banidos pela prefeitura. Balanço divulgado na segunda-feira pela Subsecretaria de Fiscalização de Transportes revelou que, nos últimos dois meses, de 279 veículos fiscalizados, 65% foram retirados de circulação.

Desde fevereiro, quando começaram as operações diárias, 163 ônibus foram multados. Destes, 72 foram lacrados e 19, removidos para depósitos da prefeitura. Outros 72 foram lacrados e apreendidos. As principais irregularidades são pneus carecas, falhas no sistema elétrico, bancos soltos e vidros trincados e quebrados.

Somente nos primeiros 11 dias de maio, 112 ônibus foram vistoriados, e 66, retirados de circulação. Desse último grupo, 11 eram piratas sem registro na Secretaria Municipal de Transportes. Em operação realizada na segunda-feira, fiscais flagraram cinco ônibus piratas, além de outros 11 veículos com problemas de conservação e documentação.

Na lista das empresas de ônibus campeãs em irregularidades, a liderança é da Viação Zona Oeste, seguida por Transportes Campo Grande, Rubanil, Breda Rio e Pégaso. Moradora de Bangu, a diarista Maria do Carmo Santos, 41, reclama da empresa Campo Grande. "São sujos e têm bancos quebrados", afirma.

Segundo a Fetranspor, o processo de vistoria e licenciamento dos ônibus no Detran e na Secretaria Municipal de Transportes ainda está em curso. Ainda de acordo com a federação, o número de ônibus retirados de circulação representa menos de 2% da frota que atende o Município do Rio.

Detro apreende 20 piratas
Já o Departamento de Transportes Rodoviários (Detro-RJ) apreendeu 16 veículos piratas na segunda-feira. Os veículos faziam trajetos entre cidades da Região dos Lagos e a capital. Em Araruama, os fiscais apreenderam nove veículos, entre vans e carros de passeio. Cabo Frio teve duas vans apreendidas e São Pedro da Aldeia, um carro de passeio. Outros quatro veículos foram pegos na Central.

Baratas, ratos e queda de peças assustam passageiros
Morador de Santa Cruz, o autônomo Ednaldo Campos, 21, utiliza diariamente os ônibus da linha S15 (Santa Cruz-Carioca) e conta que já presenciou um acidente por causa da má conservação dos veículos da empresa Zona Oeste, apontada como a campeã de irregularidades entre março e maio: "A grade do sistema de ar condicionado caiu e feriu a cabeça de uma passageiro. Os veículos são sujos, com direito a baratas e ratos".

De acordo com a Subsecretaria de Fiscalização, as operações de avaliação nos ônibus são realizadas tendo como base as reclamações feitas pelos passageiros. Para denunciar irregularidades nos ônibus, os passageiros podem ligar para (21) 2286-8010 ou (21) 2527-8347.

Mudança na ligação Barra-Deodoro
O prefeito Eduardo Paes disse que o traçado do corredor expresso de ônibus Transolímpica, que ligará a Barra da Tijuca a Deodoro, vai sofrer alterações. Segundo ele, apesar das mudanças, a proposta de cobrar pedágio continua valendo.

A concessão será feita por Parceria Público-Privada (PPP). A Transolímpica terá 15 quilômetros, oito estações e seis pistas sendo uma exclusiva para BRT (Ônibus de Trânsito Rápido, da sigla em inglês). Certo é que o corredor passará por Realengo, Magalhães Bastos, Deodoro, Boiuna, Guerenguê e Curicica, dando acesso rápido à Av. Brasil e à Linha Amarela.

Para construir a nova via a prefeitura terá que abrir caminho pelas montanhas: cinco túneis serão escavados. A previsão é que nos Jogos Olímpicos de 2016, a Transolímpica transporte 25,8 mil passageiros por hora, em cada direção. Outro corredor para ônibus, o Transcarioca, que ligará a Barra ao Aeroporto Tom Jobim, está previsto para ficar pronto em 2013, mas a obra está atrasada.

Fonte: O Dia

compartilhe

publicidade
publicidade