0

Moradora do DF: vi meu computador e minha cadeira tremendo

8 out 2010
19h47
atualizado em 9/10/2010 às 16h11
Luciana Cobucci
Direto de Brasília

O terremoto de quase 5 graus na escala Richter, medido no final da tarde desta sexta-feira, em Brasília, pegou muita gente de surpresa, já que os moradores da capital federal não estão acostumados com abalos sísmicos. "Eu vi meu computador e minha cadeira tremendo. Achei que fosse impressão, mas todos ao meu redor também comentaram, aí vi que não era coisa da minha cabeça", disse a psicóloga Mariângela Rocha, que estava na torre empresarial de um shopping no centro de Brasília. O local não foi evacuado.

De acordo com o Observatório de Sismologia da Universidade de Brasília (UnB), moradores de diversos pontos da capital federal telefonaram para relatar tremores. De acordo com as primeiras informações do observatório, a magnitude chegou a 4,5 graus. O sismo ocorreu às 17h16 e teve epicentro na divisa entre Tocantins e Goiás, a 255 km de Brasília, com profundidade de 14,8 km.

A advogada Tatiana Lacerda estava no trabalho na hora do terremoto, no prédio da Caixa, no Setor Bancário Sul, centro de Brasília, e disse ter sentido os abalos. Foi a primeira vez que a advogada presenciou um terremoto.

"A sensação que dá é que aquilo não é real, que foi uma tontura, uma impressão, mas eu já estava me vendo debaixo de escombros. Eu senti apenas um leve tremor na cadeira em que estava sentada, mas teve gente no mesmo andar que o meu que não sentiu nada", afirmou.

Segundo Tatiana, o prédio não foi evacuado. "As pessoas ficaram sabendo do que estava acontecendo pela internet e ao ligarem para os familiares que estavam em outros pontos da cidade", disse.

Foram evacuados os prédios do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), do Tribunal de Justiça do DF e Territórios (TJDFT), do Ministério das Cidades e pelo menos dois prédios do Setor Bancário Norte foram evacuados.No Palácio do Planalto, onde os abalos não foram sentidos, os seguranças do local destrancaram e abriram todas as saídas do local para evacuar no caso de haver um segundo tremor que atingisse o prédio.

O Corpo de Bombeiros do Distrito Federal atendeu ocorrências em vários pontos do DF, como o Sudoeste, Lago Norte e Lago Sul, de pessoas alegando que o terremoto causou rachaduras em casas e prédios. Após averiguação, os bombeiros vão encaminhar relatórios de danos à Defesa Civil do DF.

Fonte: Redação Terra
publicidade