0

Morador tem elevador em casa para salvar carro de enchente

21 jan 2010
15h41
atualizado às 16h00
  • separator
Vagner Magalhães
Direto de São Paulo

Acostumado com as constantes enchentes que atingem o bairro da Mooca, zona leste de São Paulo, o operador de off-set Lean Espíndola Avelar, 44 anos, promoveu alterações no sobrado onde mora e, no piso térreo, transformado em garagem, instalou um elevador de veículos, avaliado em cerca de R$ 5 mil. Com isso, ele diz que salvou seu carro várias vezes das cheias do rio Tamanduateí. Nesta madrugada, a rua de sua casa foi tomada pelas águas, que atingiram cerca de 1 m de altura.

Segundo Avelar, em todo verão a situação se repete. "Já teve ocasião de a água subir mais de 1,5 m. Por isso, decidi fazer uma reforma na casa. A parte de baixo, onde havia a sala e mais uns cômodos, foi transformada em garagem. A moradia é só no piso de cima", afirmou.

Ele afirma que a idéia de comprar o elevador surgiu quando ele teve um Uno, recém-adquirido, coberto pela água. "Eu até consegui recuperar o carro, mas duas semanas depois ele foi roubado aqui na porta, sem os bancos, que estavam sendo recuperados", diz.

Com a compra do elevador, Avelar começou a aprender mecânica, que ele diz exercer por hobby. "Este carro que está aqui é de um vizinho. Quando chove, todo mundo procura tirar os veículos de casa e objetos que possam estragar. É uma triste rotina a nossa", afirma.

A região da Mooca e do Ipiranga (zona sul), próxima ao rio Tamanduateí, foi completamente alagada nesta madrugada. Comerciantes passaram a manhã contabilizando os prejuízos. "É difícil viver assim. Mas a gente tem de se virar", disse um comerciante que mantém uma oficina de geladeiras usadas. Durante a manhã, caminhões da prefeitura fizeram a lavagem de algumas ruas da região e recolheram móveis estragados.

Meteorologista explica causas das chuvas em SP
Fonte: Redação Terra
publicidade