publicidade
22 de janeiro de 2013 • 23h32 • atualizado às 23h43

MG: incêndio destrói parte do acervo exposto em museu de universidade

O fogo atingiu o segundo andar do edifício do Museu de Ciências Naturais da PUC Minas
Foto: Frederico Haikal / Hoje em Dia / Futura Press
 

Um incêndio destruiu, na tarde desta terça-feira, parte do acervo em exposição no Museu de Ciências Naturais da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, localizado no bairro Coração Eucarístico, na região noroeste de Belo Horizonte. De acordo com a assessoria de imprensa da instituição, o fogo começou por volta das 18h e foi controlado em 40 minutos. As chamas atingiram o segundo andar do prédio.

Ninguém ficou ferido. Uma funcionária terceirizada da universidade, do setor de limpeza, ficou presa no terceiro andar do edifício e precisou ser resgatada por rapel pelo Corpo de Bombeiros.

Segundo a instituição, as chamas atingiram as peças da exposição sobre a vida do paleontólogo e naturalista Peter W. Lund, sobre a Era Pleistoceno e sobre a Vida no Cerrado. A PUC Minas informou que o fogo destruiu réplicas, "muito admiradas pelos visitantes", mas que o acervo-base do museu não foi atingido.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, a estrutura do prédio não foi danificada. O museu, que recebe diariamente cerca de 500 visitantes, está fechado. Ainda não há informações sobre as causas do incêndio.

O reitor da PUC Minas e bispo auxiliar da Arquidiocese de Belo Horizonte, professor Dom Joaquim Giovani Mol Guimarães, lamentou a destruição de parte das obras. "O prejuízo científico foi incalculável", disse. Segundo ele, o museu trabalhará com parceiros para que seja recuperado.

Terra