0

Meteorologista: 'atual onda de frio se repete a cada 15 anos'

8 jul 2011
18h40
Fabrício Escandiuzzi
Direto de Florianópolis

A intensa e persistente onda de frio que atinge a região sul do País desde o último domingo seria um fenômeno que repete apenas a cada dez ou quinze anos. A informação é do meteorologista do Centro de Recursos Ambientais de Santa Catarina (CIRAM) Clóvis Correa. Já são seis dias consecutivos com temperaturas negativas, o que não ocorria desde o ano 2000.

O especialista destacou que o frio intenso dos últimos dias chamou a atenção dos pesquisadores pelo fato de trazer uma sequência anormal de temperaturas tão baixas. As máximas também variaram pouco na semana, chegando a ficar abaixo dos 5°C em cidades como Urubici (SC) e Urupema (SC), na serra catarinense.

Em Florianópolis (SC) não era registrado um fato semelhante desde 1995, quando a estação meteorológica do órgão estadual foi instalada. "Essa é uma onda de frio que acontece normalmente a cada dez ou quinze anos. Em 2000 tivemos algo semelhante, com valores baixos nas temperaturas", disse, ao lembrar que naquele ano os termômetros chegaram a marcar 0ºC em Florianópolis. "Chama muita a atenção a sequência de dias extremamente gelados, com temperaturas negativas em quase todas as regiões do estado."

Um levantamento realizado pelos meteorologistas do CIRAM mostra que o frio deste ano superou as marcas de 2000 em São Joaquim (SC). Esta semana pode ser considerada até aqui a mais fria do século.

Durante a tarde desta sexta-feira, a temperatura chegou até 16°C em Florianópolis e 9°C em Urubici. Entretanto, de acordo com Corrêa, o recorde deve ser ampliado neste sábado, quando os termômetros devem permanecer abaixo de zero na região serrana.

"Depois disso volta a esquentar por alguns dias, mas teremos temperaturas muito baixas nas madrugadas, o que é uma característica da região Sul", afirmou. "Lembramos que o inverno está apenas começando e que outras massas intensas podem influenciar o clima e trazer mais frio em julho e agosto."

A meteorologista Marilene de Lima ainda acrescentou que a passagem de uma frente fria deve trazer chuva ao sul do País a partir do domingo, o que deve aliviar um pouco o frio. "A massa polar segue para o oceano neste sábado e teremos temperaturas um pouco mais elevadas na próxima semana", disse.

5 de agosto - A geada tomou conta dos campos em Santana do Livramento (RS), região da fronteira com o Uruguai
5 de agosto - A geada tomou conta dos campos em Santana do Livramento (RS), região da fronteira com o Uruguai
Foto: Daniel Badra/Agência Freelancer / Especial para Terra
Fonte: Terra

compartilhe

publicidade