1 evento ao vivo

Mais de 120 cidades registram neve nos três Estados do Sul

24 jul 2013
12h38
atualizado às 14h39
  • separator
  • 0
  • comentários

Pelo menos 124 municípios da região Sul do Brasil registraram neve entre a segunda e a terça-feira. O maior número foi em Santa Catarina, onde o fenômeno ocorreu em 92 cidades segundo dados da Epagri/Ciram. "É algo que não acontece em todos os invernos, mas não chega a ser anormal", explicou o meteorologista do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), Rogério Rezende. 

<p>Em Santa Catarina, rodovias chegaram a ser fechadas por causa da grande quantidade de neve que caiu </p>
Em Santa Catarina, rodovias chegaram a ser fechadas por causa da grande quantidade de neve que caiu
Foto: Nucom/PRF / Divulgação

Saiba como se calcula a sensação térmica

A intensa massa de ar polar que atinge o País fez nevar em lugares incomuns, como no morro do Cambirela, localizado no município de Palhoça (SC), na Grande Florianópolis. De acordo com a Epagri/Ciram, não há dados oficiais de neve relatados por observadores de estações meteorológicas convencionais na área serrana da região metropolitana. Mesmo assim, relatos de moradores antigos e de arquivos da imprensa dizem que o fenômeno ocorreu também nos anos de 1952, 1972, 1984 e 2000. 

Após 38 anos, também voltou a nevar em Curitiba, no Paraná. O último registro havia sido em julho de 1975. Em todo o Estado, o fenômeno foi registrado em pelo menos 26 municípios, segundo o Sistema Meteorológico do Paraná (Simepar). "No Paraná não é situação tão comum essa neve expressiva, embora não seja impossível de ocorrer", colocou Rezende. 

A combinação das baixas temperaturas e da alta umidade também fez nevar em seis municípios do Rio Grande do Sul. De acordo com o Inmet, o Estado não registrava um período tão sequencial com frio extremo desde 2000, quando houve 17 dias consecutivos de temperaturas baixas. "Massas de ar polar são comuns, entram todos os anos no Sul no inverno, não há nada de anormalidade. O que ocorre é que temos um inverno este ano considerado neutro, sem influência dos fenômenos La Niña ou El Niño. Então teremos um inverno normal, que é aquele com dias extremamente frios, outros de veranico, e chuvas bem distribuídas", completou o meteorologista. 

 

 

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade