0

Linha 4-Amarela do Metrô de SP começa a funcionar até 21h

29 jun 2011
16h57
atualizado às 19h03

Foi ampliado nesta quarta-feira o horário comercial das estações Paulista, Faria Lima, Pinheiros e Butantã da Linha 4-Amarela, que passa a operar até as 21h, de segunda a sexta-feira, em São Paulo (SP). O serviço inaugurado no ano passado - após atrasos e um acidente com uma cratera durante as obras, que deixou sete pessoas mortas - fucionava apenas das 4h40 às 15h. O anúncio foi feito pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB), durante uma vistoria da nova estrutura da estação Pinheiros da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), que nos últimos meses passou por várias intervenções para a integração entre metrô e trem.

Na solenidade, Alckmin também definiu que a entrega de mais duas estações será antecipada: "nós vamos inaugurar em 30 dias duas estações novas: a estação República e Luz. Estavam programadas para outubro, elas virão para setembro e aí o horário vai para meia-noite e todos os finais de semana", assegurou.

Apesar de estar pronta para circular até o início da madrugada, a Secretaria dos Transportes Metropolitanos optou por operar a Linha 4-Amarela até as 21h, enquanto ocorrem testes de operação em toda a linha, incluindo as estações República e Luz. Com a medida, será possível garantir a entrega das novas estações no próximo mês de setembro e, assim, antecipar a integração com as linhas 3-Vermelha (Palmeiras/Barra Funda-Corinthians/Itaquera) e 1-Azul (Jabaquara-Tucuruvi).

Com as mudanças, o número de passageiros atendidos por dia salta de 10 mil para 150 mil. "Finalizando a instalação de alguns equipamentos e detalhes da comunicação visual, acabamento e limpeza, as estações República e Luz estarão praticamente prontas", disse o secretário dos Transportes Metropolitanos de São Paulo, Jurandir Fernandes.

Até setembro, o Metrô de São Paulo deve contratar a segunda fase da Linha 4-Amarela, que compreende a complementação das estações Fradique Coutinho, Oscar Freire, Higienópolis/Mackenzie, São Paulo/Morumbi e a implantação de mais 1,5 km de linha da estação e do terminal de ônibus de Vila Sônia. A segunda fase da linha, que inclui a aquisição de mais 15 trens pela concessionária Via Quatro, será entregue gradativamente à população até 2014 e atenderá a mais de 900 mil passageiros/dia.

Fonte: Terra
publicidade