PUBLICIDADE

Jovem fica presa pelos cabelos durante rapel a 30 m de altura no PR

7 jan 2012 19h36
| atualizado às 23h20
Publicidade

Uma jovem de 18 anos foi resgatada pelos bombeiros após ter ficado pelo menos 40 minutos presa pelos cabelos a cerca de 30 m de altura em um equipamento de rapel no morro do Vigia, em Piraquara, região metropolitana de Curitiba, por volta das 12h10 deste sábado.

A vítima ficou pelo menos 40 minutos presa pelos cabelos
A vítima ficou pelo menos 40 minutos presa pelos cabelos
Foto: Polícia Rodoviária Federal / Divulgação

Um helicóptero da Polícia Rodoviária Federal (PRF) precisou ser utilizado, desembarcando dois membros do Grupo de Operações de Socorro Tático (Gost) do Corpo de Bombeiros no alto do morro. Um dos bombeiros fez um rapel até o local onde a jovem estava e, ao erguer o corpo dela e aliviar a tensão da corda, pôde desenroscar o cabelo do equipamento conhecido como "freio 8". A vítima saiu da ocorrência apenas com escoriações leves no couro cabeludo.

Segundo a PRF, devido à dificuldade de acesso ao local, o vento forte e a proximidade do paredão de pedra com inclinação negativa, além de a mulher não ter sofrido nenhuma lesão, optou-se por acessar a vítima por meio do rapel, e não descendo um socorrista em uma corda presa ao helicóptero. O socorro foi consumado cerca de 40 minutos depois de os amigos da vítima terem acionado os bombeiros.

O Corpo de Bombeiros não recomenda a prática de rapel sem a utilização de capacetes e, no caso de cabelos compridos, eles devem estar presos.

Fonte: Terra
Publicidade