Cidades

publicidade
07 de dezembro de 2009 • 12h45 • atualizado às 13h25

Especialista aconselha comprar galochas para enfrentar chuvas

As chuvas dos últimos tempos provocaram caos na cidade de São Paulo e este tipo de notícia se tornou comum no País. Para o arquiteto e professor da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP, Paulo Pellegrino, a cidade busca cada vez mais se padronizar de acordo com as grandes obras e não existe uma saída a curto prazo. "Num futuro próximo é melhor comprarmos galochas", diz ele em um tom descontraído.

Segundo Pellegrino, as pessoas costumam transformar a área verde, que ajudam no escoamento das águas, em puro cimento, isso para evitar sujeiras e outros tipos de resíduos. O professor afirmou que enquanto São Paulo for vista como impermeável, o problema não vai ser resolvido. "Existem várias medidas a serem tomadas, uma das soluções podem se encaixar em projetos paisagistas".

Para Pellegrino, a falta de investimentos em infraestrutura na limpeza das cidades também contribuíram para as catástrofes que têm acontecido. "Tudo que se faz são pistas para automóveis", disse. "Estamos entrando em uma época crítica, pois as chuvas estão ficando cada vez mais imprevisíveis".

De acordo com o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), a semana segue com tempo nublado e chuvoso na Capital paulista. A sensação de frio deve persistir e as temperaturas podem variar entre 18ºC nas madrugadas e permanecer abaixo dos 24ºC durante as tardes. Estas condições mantêm elevado o potencial para alagamentos e deslizamentos de terra nos próximos dias.

Terra