1 evento ao vivo

Em mais uma madrugada gelada, SC registra mínima de -5,2°C

6 jul 2011
09h35
atualizado às 09h55
  • separator
  • comentários
Fabrício Escandiuzzi
Direto de Florianópolis

A exemplo dos últimos dias, a manhã desta quarta-feira registrou temperaturas negativas e geada em vários municípios de Santa Catarina. Em São Joaquim, cidade localizada a cerca de 190 km de Florianópolis, os termômetros marcaram -5,2°C, a menor temperatura do Estado.

Saiba como se mede a sensação térmica

Mais uma vez, pastos e morros ficaram cobertos de gelo na região serrana. Em praticamente todas as cidades do planalto sul, como Urubici, Urupema e Lages, os termômetros marcaram temperaturas abaixo de zero.

Na capital Florianópolis, a temperatura chegou aos 6°C no início da manhã. Uma geada leve, em campos e áreas mais afastadas, pôde ser percebida por quem saiu de casa logo cedo. O sol, que deve predominar no restante da semana, tratou rapidamente de dissipar o gelo e dar a sensação de uma temperatura um pouco mais agradável.

"Os termômetros estão marcando quase a mesma coisa de ontem, mas ficando no sol não sinto tanto o frio", disse a artesã paulista Maria Luiza Guinhoz, 38 anos. "Trabalho em casa e estava desde sábado sem colocar os pés na rua. Não suporto o frio", queixou-se.

Segundo o Centro de Recursos Ambientais de Santa Catarina (Ciram) o frio deve continuar intenso e com a formação de geada pelo menos até a próxima sexta-feira. O sol predomina e deve ajudar a deixar as tardes um pouco mais quentes.

A preocupação do órgão para os próximos dias é com o tempo extremamente seco, o que pode causar dificuldades respiratórias. Em aviso emitido na manhã desta quarta-feira, a meteorologista Gilsânia Cruz "desaconselhou" a prática de atividades esportivas principalmente para crianças e idosos, devido ao desconforto térmico.

Geada foi dissipada após o amanhecer em Florianópolis
Geada foi dissipada após o amanhecer em Florianópolis
Foto: Fabrício Escandiuzzi / Especial para Terra
Especial para Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade