2 eventos ao vivo

Edital de licitação prevê ônibus sem ar-condicionado em Porto Alegre

10 fev 2014
09h45
  • separator
  • 0
  • comentários

O novo edital de licitação para o transporte coletivo de Porto Alegre (RS) que será lançado em 5 de março prevê que 100% dos ônibus não disponham de ar-condicionado. A intenção alegada pela prefeitura é a redução de até R$ 0,10 no valor da tarifa. Hoje, 36% dos 1,7 mil coletivos que circulam na capital têm ar-condicionado (índice que sobe para 56% na Carris, a maior empresa). "Chegamos à conclusão de que a comunidade quer priorizar a tarifa mais baixa. Como tudo tem custo, vamos reduzir no ar-condicionado. A decisão está tomada e só irá mudar se, nas duas reuniões do Orçamento Participativo (OP) previstas para analisar a licitação, a população insistir no ar-condicionado", informou o presidente da Empresa Pública de Transportes e Circulação (EPTC), Vanderlei Cappellari em entrevista ao jornal Zero Hora. As reuniões devem ocorrer em 26 e 27 de fevereiro.

O presidente citou que em Curitiba os ônibus urbanos não dispõem de ar-condicionado e ressaltou que os custos dessa aparelhagem são altos. Em um ônibus articulado cujo preço é de R$ 650 mil, cerca de R$ 125 mil são referentes ao sistema de refrigeração do veículo. "Além disso, o ar-condicionado aumenta em 25% o gasto com óleo diesel e necessita de manutenção permanente", salientou. Questionado sobre como a nova licitação de ônibus em Florianópolis conseguiu reduzir em R$ 0,10 a passagem, mesmo mantendo ar-condicionado nos veículos, Cappellari diz que “cada cidade tem suas peculiaridades”. O Tribunal de Contas do Estado determinou que a licitação do transporte coletivo em Porto Alegre seja lançada em até 60 dias.

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade