1 evento ao vivo

Deslizamentos interditam rodovias na região serrana do Rio

12 jan 2011
06h47
atualizado às 12h29
  • separator

Trechos de pelo menos três rodovias da região serrana do Rio de Janeiro estão com o tráfego de veículos total ou parcialmente interrompido devido à queda de barreiras provocada pela forte chuva que atinge a região desde a noite de terça-feira. A situação mais crítica ocorre nos acessos ao município de Nova Friburgo.

Segundo a concessionária Rota 116, administradora da rodovia que liga o Rio de Janeiro a Nova Friburgo e Macuco, devido às diversas quedas de barreiras ao longo da estrada, dois trechos foram fechados ao trânsito na madrugada desta quarta-feira: no km 88, na altura de Furnas, e do km 75, em Muri, ao km 78, em Ponte da Saudade. Ainda não há previsão de liberação da via.

De acordo com o Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv), a RJ-148 (Friburgo-Carmo) está fechada desde as 17h25 de terça-feira na altura do km 60, em Barra de São Francisco, no bairro Sumidouro, devido a uma queda de barreira. A unidade policial, sediada no bairro do Fonseca, em Niterói, está sem energia elétrica.

Na BR-116 (Rio-Teresópolis), no trecho entre Teresópolis e Além Paraíba, foram registradas três quedas de barreira. Na mais grave, no Km 79, um caminhão foi atingido. Segundo a concessionária CRT, ninguém ficou ferido. Há problemas também nos kms 54 e 76, onde o tráfego está sendo feito em meia pista, no sistema pare e siga.

A chuva também provocou quedas de barreira nos kms 12 e 41 da Rio-Juiz de Fora, entre Três Rios e Areal. No km 9, em Levy Gasparian, uma pedra rolou na estrada. No km 52, houve queda de árvore e de barreira na rodovia. O tráfego está sendo feito em meia pista nos quatro trechos. Não há previsão de liberação até o momento. Não houve feridos e não há retenções no momento, devido ao baixo fluxo de veículos.

No Centro-Sul Fluminense, outra queda de barreira interditou a rodovia Lúcio Meira (BR-393), no km 134, em Sapucaia, próximo ao acesso à rodovia Presidente Dutra, por volta das 21h.

Veja também:

Em 'live' com alvos de ação do STF, Eduardo Bolsonaro cita 'momento de ruptura'
Fonte: O Dia
publicidade