Cidades

publicidade
23 de fevereiro de 2013 • 19h30 • atualizado às 19h33

Desabrigados pela chuva invadem imóveis em construção em Cubatão

Prefeitura do município decretou situação de emergência neste sábado. Balanço mais recente contabiliza 256 desabrigados na enchente

Moradores que tiveram de deixar suas residências no bairro Água Fria, em Cubatão (SP), devido às fortes chuvas que atingem a cidade desde a tarde de sexta-feira, invadiram na manhã deste sábado um conjunto habitacional em construção no Bolsão 9, próximo à rodovia dos Imigrantes.

De acordo com a Polícia Militar, a ocupação teve início às 10h. Policiais do 21º BPMI estão no local acompanhando a ocorrência que, ainda segundo a PM, é pacífica.

O bairro de Água Fria é a região mais afetada pelas chuvas em Cubatão, que decretou estado de emergência neste sábado. Segundo balanço atualizado às 17h20, a cidade contabiliza 256 desabrigados por conta da chuva. Pelo menos 241 são atendidas no Centro Esportivo Castelão, no centro da cidade, e outras 15 estão abrigadas na UME Alagoas, no Pinheiro do Miranda. Grande parte dos desabrigados veio da Água Fria, região onde o rio Pilões transbordou, inundando dezenas de casas e destruindo pelo menos 10 moradias. Segundo relatos de moradores, a água atingiu 2 metros de altura no bairro. Pelo menos 980 famílias vivem no local e foram atingidas de alguma maneira pela enchente. De acordo com o Coordenaria Municipal de Defesa Civil de Cubatão (Comdec), chega a 27 o número de pontos de deslizamentos de terra e risco de desabamento.

A chuva teve início em Cubatão por volta das 15h30 de sexta-feira, atingindo o ápice às 16h30. O índice acumulado de chuva medido em dois pontos da cidade, segundo o último registro às 10h deste sábado, foi de 199 milímetros em 24 horas na área das Cotas. Na área urbana, próximo ao posto da Comdec, choveu ainda mais: 272,2 milímetros de chuva acumulados em 24 horas.

Terra