1 evento ao vivo

Defesa alerta para chuva forte em 16 Estados

13 mai 2009
17h38
atualizado às 19h17

A Secretaria Nacional de Defesa Civil (Sedec), do Ministério da Integração Nacional, enviou alerta de chuva forte às defesas civis dos Estados do Acre, Rondônia, Amazonas, Pará, Tocantins, Roraima, Maranhão, Piauí, Rio Grande do Norte, Ceará, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe, Bahia e Mato Grosso.

Moradores de cidades paraenses tiveram de deixar suas casas. Chuva continua amanhã
Moradores de cidades paraenses tiveram de deixar suas casas. Chuva continua amanhã
Foto: Reuters

Nesta quarta-feira, a presença de áreas de instabilidade tropicais sobre o Norte do Brasil forma nuvens carregadas e profundas que provocam pancadas de chuva em Roraima. Hoje e amanhã, as pancadas de chuva se mantêm no Acre, em Rondônia, no Amazonas, no Pará e em Tocantins. A chuva pode ser de forte intensidade e acompanhada de raios, especialmente no centro-sul de Roraima e no centro-norte do Tocantins.

Hoje, áreas de instabilidade tropicais sobre o Nordeste devem provocar pancadas de chuva na Paraíba, em Pernambuco, em Alagoas, em Sergipe e no Recôncavo baiano, nordeste e norte da Bahia. Nesta quarta e na quinta-feira, chove no Maranhão, no Piauí, no Ceará e no Rio Grande do Norte. Especialmente no centro-oeste da Paraíba e do Pernambuco, a chuva deve ser forte e com raios.

Áreas de instabilidade sobre o centro-norte, oeste e sudoeste de Mato Grosso formam nuvens carregadas e profundas que provocam pancadas de chuva, acompanhadas de raios. Amanhã, todo o Estado deve amanhecer com chuva forte.

A Defesa Civil recomenda que a população evite áreas de alagamentos e com risco de deslizamentos de encostas, morros e barreiras. Além disso, trafegar em ruas sujeitas a alagamentos localizados e permanecer em lugares que ofereçam pouca ou nenhuma proteção contra raios e ventos fortes também devem ser evitado.

Mais chuva
De acordo com o último levantamento feito pela Sedec, na terça-feira, os desastres provocados por fortes chuvas e enchentes deixaram 196.365 pessoas desalojadas (aquelas que tiveram de deixar suas casas e estão hospedadas com amigos ou familiares) e 99.709 desabrigados (aquelas que perderam suas casas e dependem de abrigos públicos) em 13 Estados.

Segundo as informações notificadas pelas defesas civis estaduais e enviadas à Sedec, 37 pessoas morreram por causa dos desastres em oito Estados: Ceará (12), Maranhão (8), Bahia (7), Alagoas (4), Paraíba (2), Sergipe (2), Pernambuco (1) e Santa Catarina (1). A Defesa Civil do Estado do Amazonas fez uma reavaliação das notificações de óbitos e informou que não houve mortes relacionadas ou decorrentes das enchentes.

Os danos causados pelo excesso de chuva atingiram 357 municípios localizados em 13 Estados: Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Sergipe, Acre, Amazonas, Pará e Santa Catarina. As notificações das coordenadorias estaduais de defesa civil indicam que 1.150.900 pessoas foram afetadas pelo desastre natural nesses Estados.

No Nordeste, o Ceará e o Maranhão, atualmente, são os Estados que tem o maior número de municípios atingidos, com 78 cada. Em seguida estão Piauí (37), Paraíba (27), Rio Grande do Norte (16), Bahia (11), Pernambuco (9), Sergipe (7) e Alagoas (3).

Ao todo, 259.355 cearenses forma vitimados, de alguma forma, pelas enchentes, enxurradas e desabamentos. Destes, 54.913 estão desabrigados ou desalojados. No Maranhão, a população afetada chega a 204.884 pessoas, com 44.063 desalojados e 30.200 desabrigados. Na Bahia, são 5.436 desalojados e 2.188 desabrigados. No Piauí e no Rio Grande do Norte, a chuva afetou a vida de 78.520 e 45.308 pessoas, respectivamente. E, na Paraíba, são 5.402 desalojados e 1.488 desabrigados.

Na região Norte, o Amazonas é o Estado onde se encontra o maior número de municípios atingidos: 44. São 43.205 pessoas desalojadas e 8.649 desabrigadas. No Estado do Pará são 35 municípios atingidos e 170.095 pessoas afetadas direta ou indiretamente pela chuva. No Acre, existem 2.105 desabrigados e 1.695 desalojados, em dois municípios atingidos.

Em Santa Catarina, os danos causados pela chuva atingiram 10 cidades e uma população de 3.550 pessoas, deixando 3.333 desalojados e 217 desabrigados.

Fonte: Terra
publicidade