PUBLICIDADE

Começam as obras para despoluir as lagoas do Rio de Janeiro

5 jun 2014 13h38
| atualizado às 13h39
ver comentários
Publicidade
Obra busca despoluir complexo lagunar da Barra
Obra busca despoluir complexo lagunar da Barra
Foto: Secretaria de Estado do Ambiente/RJ / Divulgação

Começaram nesta quinta-feira, Dia Mundial do Meio Ambiente, as obras para despoluir duas lagoas na zona Oeste do Rio de Janeiro. Serão abrangidas as lagoas da Barra da Tijuca e de Jacarepaguá. Os serviços têm prazo de 30 meses para o término. Mesmo assim, a expectativa do governo do Estado é para que já durante as Olimpíadas de 2016, que serão realizadas na capital carioca, possam ser notadas as melhorias nas lagoas. 

As obras de despoluição no complexo lagunar envolvem ainda as lagoas de Marapendi e Camorim. Está prevista ainda a construção de uma ilha parque, uma iniciativa inédita no País. Ela será formada por três milhões de metros cúbicos de sedimentos que serão dragados do fundo das próprias lagoas da região e dispostos em geobags (cápsulas têxteis que formarão a base da ilha). 

Serão realizadas ações de macrodrenagem, como dragagem, desassoreamento, limpeza e canalização de rios, implantação de avenidas canais e recomposição de leitos dos rios. O projeto inclui ainda a ampliação da extensão do quebra-mar da Barra visando maior troca hídrica entre mar e lagoa, favorecendo a pesca e beneficiando a balneabilidade da Praia da Barra. Também estão previstas ações de educação ambiental e reassentamento de famílias instaladas em áreas de risco ambiental, além de obras de contenção de encostas. 

No entorno das lagoas estarão as principais instalações dos Jogos Olímpicos Rio 2016, como o Parque Olímpico, a Vila Olímpica e o Parque dos Atletas. Assim, a ação é parte integrante do compromisso olímpico dos Jogos Rio 2016. 

Ao acompanhar o início dos trabalhos, o governador Luiz Fernando Pezão afirmou a satisfação de o início das obras coincidir com a Semana do Ambiente. "A população aguarda há 40 anos por esta iniciativa. O Brasil tem que recuperar a tradição de elaborar projetos", afirmou o governador.  

Fonte: Terra
Publicidade
Publicidade