3 eventos ao vivo

Chuvas no RS provocam maior cheia do Rio Guaíba em 74 anos

17 out 2015
19h18
atualizado às 20h09
  • separator
  • 0
  • comentários

As chuvas que atingem o Rio Grande do Sul desde o início da semana provocaram hoje (17) a segunda maior cheia do Rio Guaíba, alagando grande parte do cais do porto, no centro de Porto Alegre. No estado, quase 147 mil pessoas foram atingidas pelos eventos climáticos desde a quarta-feira (7) e cerca de 39 mil casas foram danificadas.

O nível do Rio Guaíba chegou a 2,94 metros no Cais Mauá, região central de Porto Alegre, o maior valor já registrado desde a cheia histórica de 1941, quando o rio atingiu a marca de 4,76 metros
O nível do Rio Guaíba chegou a 2,94 metros no Cais Mauá, região central de Porto Alegre, o maior valor já registrado desde a cheia histórica de 1941, quando o rio atingiu a marca de 4,76 metros
Foto: Jeferson Guareze/Futura Press

De acordo com a Defesa Civil, o nível do Rio Guaíba chegou hoje a 2,93 metros, ultrapassando a marca registrada em 1967. A maior cheia da história ocorreu em 1941, quando o Guaíba subiu 4,76 metros. Devido a alta, foram fechadas todas as comportas construídas para tentar evitar que as águas atinjam a capital gaúcha.

Apesar da ocorrência de chuvas, o número de famílias desalojadas e em abrigos começou a diminuir. Ao todo, 5.352 famílias permanecem desalojadas, 79 a menos que o número registrado ontem (16). A quantidade de famílias desabrigadas passou de 1.917, ontem, para 1.792 hoje. No estado, 100 municípios registraram problemas por causa das chuvas.

Área de recreação à beira do Rio Guaíba ficou totalmente coberto pelas águas
Área de recreação à beira do Rio Guaíba ficou totalmente coberto pelas águas
Foto: Jeferson Guareze/Futura Press

Em Santa Catarina, o total de municípios atingidos por eventos climáticos voltou a subir, totalizando 57. As cidades de Lebon Régis e Papanduva decretaram situação de emergência. De acordo com a Defesa Civil catarinense, 8.135 pessoas foram afetadas, 703 estão desalojados e 437 desabrigados em todo estado. O número de residências atingidas é de 1.663.

No início da tarde, a Defesa Civil alertou para o risco de inundação do Rio Itajaí-Mirim, que está em cota de alerta. Há ainda a previsão de pancadas de chuva intensa no Planalto Norte, entre Porto União e Rio Negrinho.

 

Agência Brasil Agência Brasil
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade