Chuva causa prejuízos em 12 cidades do PR nas últimas horas

atualizado às 17h21
  • comentários
Torre de alta tensão caiu sobre a via nesta madrugada, na cidade de Cascavel, Paraná Foto: Aílton Santos/Jornal Hoje / Especial para Terra
Torre de alta tensão caiu sobre a via nesta madrugada, na cidade de Cascavel, Paraná
Foto: Aílton Santos/Jornal Hoje / Especial para Terra


Choveu muito em todo o Paraná entra quarta e esta quinta-feira, principalmente no oeste e no sudoeste do Estado, onde houve ocorrência de granizo e rajadas de vento superiores a 100 k/h. De acordo com balanço divulgado pela Defesa Civil, 12 municípios foram afetados.

Em Santa Helena, uma pessoa morreu e uma ficou ferida, depois que uma árvore caiu sobre o carro em que elas estavam. Cerca de 50 casas foram danificadas e, de acordo com os primeiros levantamentos, 2 mil pessoas foram afetadas. O município está sem energia elétrica.

Em Cascavel, um forte vendaval provocou danos em 500 residências, algumas ficaram totalmente destruídas. Segundo o Corpo de Bombeiros, foi difícil atender a tantas chamadas durante a madrugada, principalmente com o pedido de lonas. Postes caíram em várias regiões e grande parte do município está sem energia elétrica. A torre de uma emissora de rádio caiu por causa dos ventos. Cerca de 1,5 mil pessoas foram afetadas. Os estragos foram maiores, de acordo com o Corpo de Bombeiros, porque a tempestade atingiu áreas urbanas, um fato atípico, já que normalmente as chuvas causam mais estragos na área rural.

Em Matelândia, o vendaval danificou 350 residências e o município está sem energia elétrica. Em Três Barras do Paraná, chuvas de granizo danificaram 200 residências e destruíram dez. A tormenta deixou 600 pessoas desalojadas e 300 desabrigadas.

Durante a madrugada, ventos de até 107 km/h atingiram Maringá, onde choveu 66 mm entre 2h e 8h desta quinta-feira, segundo a Climatempo.

A Defesa Civil registrou ocorrências também nos municípios de Palotina, Medianeira, Diamante do Oeste, Ampére, Cantagalo, Ibiporã, Londrina e Iguatu. Neste último, o vendaval deixou 12 pessoas feridas, 400 desalojadas e 80 desabrigados. No total, 900 pessoas foram afetadas no município.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, na região oeste do Paraná a situação é mais grave porque a população ainda se recupera dos prejuízos causados pelos fortes ventos ocorridos durante a madrugada de segunda-feira, que chegaram a uma velocidade aproximada de 104 km/h e duraram cinco minutos, seguidos de fortes chuvas.

Segundo o instituto de meteorologia do Estado, áreas de instabilidade, juntamente com uma nova frente fria, continuam a se formar no Sul e Sudeste do Brasil e deixam o tempo chuvoso durante todo o dia no Paraná. Em alguns momentos deverão ocorrer raios e rajadas de vento fortes. O instituto alerta para o risco de temporais, com possibilidade de queda de granizo de forma localizada.

Agência Brasil

Colaboraram com esta notícia os internautas Thiago Antonio Andrioli, Glaucio Bauer, Christopher Bertusso e André Pedralli, de Cascavel (PR), e Antonio Carlos Moretti, de Maringá (PR), que participaram do vc repórter, canal de jornalismo participativo do Terra. Se você também quiser mandar fotos, textos ou vídeos, clique aqui.

vc repórter

COMPARTILHE

COMENTE

  • comentários
publicidade
publicidade