0

Chuva causa alagamentos em SP e fecha pista da Anchieta

18 jan 2011
17h58
atualizado em 19/1/2011 às 16h06

A chuva que atingiu a cidade de São Paulo nesta terça-feira deixou toda capital em estado de atenção. Segundo o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), estavam nessa condição, desde as 17h10, o centro, Marginal Tietê e as zonas oeste e norte. Às 17h25, foram incluídas as zonas sul, leste, sudeste e Marginal Pinheiros. Às 19h15, o estado de atenção foi removido em todas as regiões. A pista central da rodovia Anchieta chegou a ser fechada devido aos alagamentos.

As áreas de instabilidade que atingiram com força diversos pontos da capital entre a tarde e o início da noite perderam intensidade. Por volta das 19h15, havia registro de precipitação moderada em alguns pontos das zonas norte, leste e sul, principalmente entre os bairros Pirituba, Jaraguá, Freguesia do Ó, Casa Verde, Santana, Penha, Itaquera e Engenheiro Marsilac. Nas demais localidades, a chuva era leve. Segundo o Corpo de Bombeiros, houve registro de queda de árvores e destelhamentos, mas a assessoria não soube precisar números.

Segundo a concessionária Ecovias, a pista central da rodovia Anchieta, para ambos os sentidos, do km 10 ao 14, foi fechada em função do aumento do nível da água no Ribeirão dos Couros das 18h40 às 20h30. Por volta das 19h15, havia um ponto de alagamento na capital, intransitável, localizado na avenida Ragueb Chohfi, com referência à avenida Bento Guelfi, sentido Guianases.

Na Grande São Paulo, ainda chovia moderadamente em Mogi das Cruzes, Suzano Guarulhos, Santa Isabel, Francisco Morato, Franco da Rocha, Caieiras e parte de São Bernardo do campo. Nos demais municípios, a chuva persistia de maneira fraca.

O rio Tamanduateí transbordou e deixou bairros de Santo André, São Caetano, Mauá e São Paulo alagados. A Defesa Civil disse que os demais rios e córregos da região do ABC e da capital estavam com seus níveis normais às 20h20. O órgão afirmou que a situação desta tarde foi crítica e atípica.

Ocorreram ainda dois extravasamentos. Um deles foi no córrego Sarancantan, em São Bernardo do Campo, na rua das Vianas. O outro, em Ribeirão dos Meninos, em Santo André, próximo à Faculdade de Medicina. Segundo imagens da Globonews, diversas pessoas ficaram presas dentro de carros no ABC. Elas foram resgatadas pelo helicóptero Águia, da Polícia Militar (PM).

Os maiores índices pluviométricos registrados pela rede telemétrica do Alto-Tietê até as 19h15 eram no rio Tamanduateí (Mauá), 64,8mm; córrego Oratório (Mauá), 64,0mm; Rudge Ramos (São Bernardo do Campo), 50,5mm; Ribeirão dos Meninos (Volks / São Bernardo do Campo), 46,0mm; Ribeirão dos Couros (Ford / São Bernardo do Campo), 38,4mm; córrego Cabuçu de Cima (Vila Galvão), 20,2mm.

Devido à chuva, a circulação de trens na Linha 10-Turquesa (Luz-Rio Grande da Serra) era feita somente entre as estações Luz e São Caetano e Mauá e Rio Grande da Serra. A Operação Paese (serviço de ônibus gratuitos) foi acionada para fazer o transporte dos usuários entre as estações São Caetano e Mauá. Os usuários eram orientados pelo sistema de som.

Redação Terra

Colaboraram com esta notícia os internautas Adailton Leal, de São Paulo (SP), Felipegeo, de Guarulhos (SP), e Sidney G Freire, de Campinas (SP), que participaram do vc repórter, canal de jornalismo participativo do Terra. Se você também quiser mandar fotos, textos ou vídeos, clique aqui.

vc repórter
publicidade