5 eventos ao vivo

Cães e gatos são vacinados em abrigo de Alagoas

12 jul 2010
16h18
atualizado às 16h30

A Coordenação de Vigilância Sanitária Estadual (Visa), da Secretaria de Estado da Saúde de Alagoas, vacinou os cães e gatos que pertencem às famílias desabrigadas de Branquinha.

Cachorro é vacinado em Branquinha (AL)
Cachorro é vacinado em Branquinha (AL)
Foto: Olival Santos/Agência Alagoas / Divulgação

A ação, liderada pelo coordenador da Vigilância Sanitária Estadual, Paulo Bezerra, vacinou mais de dez animais, que estão na sede da Escola Juvenal Lopes Ferreira de Omena.

A vacinação foi contra carrapato, sarna e vermes. Segundo Paulo Bezerra, os animais contaminados podem transmitir doenças - como a leishmaniose - para as pessoas que dividem espaço com os animais.

Transmissão
A leishmaniose é transmitida ao homem por meio da picada do inseto vetor, que é infectado pelo protozoário leishmania chagasi, conhecido popularmente como mosquito-palha, birigui, asa branca, tatuquira e cangalhinha. Esses insetos têm hábitos noturnos e vespertinos, atacando o homem e os animais principalmente no início da noite e ao amanhecer.

Os sintomas mais frequentes no ser humano são febre e aumento do volume do fígado e do baço, emagrecimento, complicações cardíacas e circulatórias, desânimo, prostração, apatia e palidez. Pode haver tosse, diarréia, respiração acelerada, hemorragias e sinais de infecções associadas. Quando não tratada, a doença evolui podendo levar à morte até 90% dos doentes.

Fonte: Redação Terra

compartilhe

publicidade