0

Cachorra que acompanhava velórios recebe estátua em cemitério de SP

O animal, que morreu em maio, seguia todos os cortejos no cemitério municipal de Avaré

6 jul 2013
18h54
atualizado às 18h56
  • separator
  • comentários

Moradores de Avaré, no interior de São Paulo, inauguraram na tarde deste sábado uma estátua no cemitério municipal em homenagem a uma cachorra que acompanhava todos os velórios realizados no local. A morte de Branquinha, em maio deste ano, causou comoção entre os moradores.

A estátua da cachorra foi colocada no jardim do cemitério
A estátua da cachorra foi colocada no jardim do cemitério
Foto: Divulgação

A ideia de criar uma estátua do animal partiu da presidente da Casa de Artesanato de Avaré, Castorina Rodrigues. "A gente achou que ela merecia porque ela acompanhava o velório de todas as pessoas que faleciam na cidade. Era muito querida por todos", disse ela. A estátua foi feita pelo escultor Florisval Tegani e os custos da obra foram pagos por Castorina, que preferiu não divulgar o valor.

A estátua foi inaugurada nesta tarde em cerimônia que contou com a presença de 50 pessoas
A estátua foi inaugurada nesta tarde em cerimônia que contou com a presença de 50 pessoas
Foto: Divulgação

De acordo com os funcionários do cemitério, Branquinha sofria de câncer e não resistiu à doença. Ela apareceu no local há cerca de oito anos com diversos ferimentos e passou a ser cuidada pelos coveiros.

Segundo Castorina, quando saíam os cortejos para os enterros, a cachorra assumia a frente do percurso e permanecia ao lado dos túmulos até que o sepultamento era concluído.

A estátua foi colocada, junto a uma placa em homenagem, no jardim do cemitério. “Sou Branca, branquinha de alma e coração. Por muitas vezes, acompanhei suas aflições. Hoje, estou com os anjos em oração e para ser guardiã de todos que por aqui se encontrarão”, diz a placa.

Ainda de acordo com Castorina, ao menos 50 pessoas acompanharam a cerimônia nesta tarde.

 

Fonte: Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade