0

Brasil precisa superar ‘complexo de vira-lata’ na mobilidade urbana, diz Dilma

Presidente participou de cerimônia em São Paulo para anunciar investimento de R$ 5,4 bilhões em mobilidade no Estado

25 out 2013
12h22
atualizado às 16h29
  • separator
  • comentários

A presidente Dilma Rousseff afirmou, na manhã desta sexta-feira, em São Paulo, que o Brasil precisa superar seu “complexo de vira-lata” em relação a investimentos em mobilidade urbana. A presidente participou de cerimônia no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista, para anunciar investimento de R$ 5,4 bilhões de verbas federais para obras de expansão do Metrô e da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM). 

Presidente Dilma Rousseff durante cerimônia de anúncio de investimentos do PAC Mobilidade Urbana em São Paulo
Presidente Dilma Rousseff durante cerimônia de anúncio de investimentos do PAC Mobilidade Urbana em São Paulo
Foto: Roberto Stuckert Filho/PR / Divulgação

<a data-cke-saved-href="http://noticias.terra.com.br/infograficos/pactos-dilma/iframe.htm" data-cke-828-href="http://noticias.terra.com.br/infograficos/pactos-dilma/iframe.htm">veja o infográfico</a>

Segundo a presidente, durante as décadas de 1980 e 1990, os investimentos em transporte urbano como trens e metrôs eram considerados “inadequados” por conta do alto custo das obras. 

“Por isso foi tão bom pagar a nossa dívida com o FMI (Fundo Monetário Internacional), que não supervisiona mais nossas obras”, afirmou a presidente, se dirigindo ao governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB). Dilma também classificou a questão da mobilidade urbana como um dos "mais graves problemas das cidades brasileiras".

Dilma oficializou o investimento nesta sexta-feira, ao lado do governador Geraldo Alckmin e do prefeito da capital, Fernando Haddad (PT), além do ministro das Cidades Aguinaldo Ribeiro.

<a data-cke-saved-href="http://www.terra.com.br/noticias/infograficos/metro-novas-estacoes/iframe.htm" data-cke-828-href="http://www.terra.com.br/noticias/infograficos/metro-novas-estacoes/iframe.htm">veja o infográfico</a>

Uma parte dos recursos será destinada à expansão da Linha 2-Verde do Metrô, ligando os bairros Vila Prudente e Vila Formosa, na zona leste. Também será ampliada a Linha 9-Esmeralda, da CPTM, para a zona sul e implantado o trem urbano que vai ligar o aeroporto de Guarulhos à zona leste de São Paulo. Além disso, haverá modernização de 19 estações do trem metropolitano, informou a presidente.

De acordo com a presidente, o governo federal está investindo R$ 21 bilhões em mobilidade urbana no Estado de São Paulo. Segundo Dilma, o governo federal investe atualmente R$ 140 bilhões em mobilidade urbana em todo País. A verba anunciada hoje faz parte do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) Mobilidade Urbana. 

Segundo Alckmin, com as novas parcerias firmadas a partir da verba disponibilizada pelo governo federal hoje, São Paulo terá sete obras em linhas do transporte sobre trilhos em operação. 

Defesa da reforma política
Durante seu discurso, Dilma lembrou que os investimentos em transporte público e mobilidade fazem parte dos cinco pactos propostos pelo governo após a eclosão dos protestos em todo o País, em junho.

Outro ponto do pacto proposto pelo governo, a convocação de um plebiscito e a criação de um processo constituinte para discussão da reforma política foi defendida por Dilma durante seu discurso. 

A proposta é discutida no Congresso, que avalia também outros projetos menos abrangentes que o do governo.

<a data-cke-saved-href="http://noticias.terra.com.br/brasil/infograficos/entenda-reforma-politica/iframe.htm" href="http://noticias.terra.com.br/brasil/infograficos/entenda-reforma-politica/iframe.htm">veja o infográfico</a>

São Paulo terá 300 quilômetros de faixas para ônibus até fim do ano
Durante a cerimônia, Haddad anunciou que São Paulo terminará o ano de 2013 com 300 quilômetros de faixas exclusivas de ônibus na cidade.

Atualmente, a cidade possui 236,4 quilômetros desse tipo de espaço dedicados aos coletivos. A meta inicial da prefeitura era instalar 220 quilômetros dessas faixas. 

Fonte: Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade