1 evento ao vivo

BA: mulher põe lista de nomes na boca da mãe morta e causa tumulto

12 out 2011
20h20

Marileide Dias Conceição, 32 anos, deixou em pânico diversos moradores da cidade de Camacan, 292 km ao sul de Salvador, ao colocar um papel com o nome de 17 supostos desafetos na boca da mãe morta. A polícia teve que conter um grupo de moradores da rua 13 de Maio que queria exumar o cadáver para resgatar a lista, com medo de problemas com o sobrenatural caso o papel permanecesse enterrado com o corpo da trabalhadora rural Marinei Rodrigues dos Santos, 51 anos.

A autora da prática macabra foi flagrada por uma estudante colocando a lista na boca da mãe morta com uma moeda de R$ 0,50. Com medo de apanhar dos moradores, Marileide procurou ajuda na delegacia de polícia onde confirmou o "trabalho". "Minha vida tem se tornado uma bagunça, mas antes de morrer minha mãe disse que a causa da sua doença seria por conta de feitiçaria. O que fiz foi para vingar a morte dela", afirmou. Segundo ela, seus vizinhos teriam feito um "trabalho" encomendando a morte de sua mãe, e as pessoas cujos nomes foram listados iriam pagar pela suposta prática com a própria vida.

Um grupo de 40 pessoas procurou a delegacia exigindo a exumação do corpo, mas o delegado João Mendes da Costa Neto, titular da cidade, disse não haver muito o que fazer, já que segundo ele não houve crime. "Expliquei a essas pessoas que a exumação de um corpo só é feita para investigação criminal e com autorização judicial. Já que não houve delito, não posso fazer nada", diz.

Fonte: Agência A Tarde
publicidade