1 evento ao vivo

Avião roubado cai em shopping de GO; pai e filha morrem

12 mar 2009
18h48
atualizado em 13/3/2009 às 12h00

Márcio Leijoto

Direto de Goiânia


Um avião monomotor, de prefixo PT-VFI, caiu no estacionamento do shopping Flamboyant, o maior da capital de Goiás, no fim da tarde desta quinta-feira. O piloto Cleber Barbosa da Silva, 30 anos, e a filha, Penélope Barbosa Correia, 5 anos, morreram na queda. A aeronave foi roubada no aeroclube da cidade de Luziânia e foi vista dando rasantes em pontos da capital de Goiás, como no setor Santa Genoveva.

Cleber viajava em um Vectra branco na BR-060, entre Anápolis e Goiânia, quando, por volta das 13h30, agrediu a mulher dele com um extintor e a jogou para fora do veículo, de acordo com policiais.

Ele teria fugido com a filha para o aeroclube, onde alugou um avião para fazer um vôo panorâmico. Na hora de entrar na aeronave, ele teria rendido o piloto e deixado ele de fora do monomotor, entrando apenas com a menina. As autoridades trabalham com a hipótese de que o homem tenha provocado o acidente intencionalmente.

A Força Aérea Brasileira informou, em nota divulgada na noite desta quinta-feira, que caças da FAB acompanharam o trajeto do monomotor roubado, mas que os pilotos dos caças e os órgãos de controle de tráfego aéreo não conseguiram fazer contato por rádio com o piloto.

Segundo a FAB, o Primeiro Centro Integrado de Defesa e Controle do Tráfego Aéreo (Cindacta I) informou o Comando de Defesa Aeroespacial Brasileiro (Comdabra) assim soube do roubo. O Comdabra ordenou a imediata decolagem de aeronaves em alerta de defesa aérea.

A FAB afirmou que o acompanhamento por caças da FAB aconteceu durante todo o tempo em que o monomotor permaneceu em vôo, primeiramente, por um Mirage 2000 e, depois, por um avião T-27 Tucano. Por medida de segurança, o Comdabra determinou a suspensão de pousos e decolagens do aeroporto de Goiânia, "a fim de garantir a segurança das aeronaves em geral e, particularmente, para proporcionar as melhores condições de pouso para o PT-VFI".

A nota informou que o acidente será investigado pelo Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa). Os procedimentos adotados foram acompanhados pelo ministro da Defesa, Nelson Jobim, de acordo com a nota.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, a aeronave atingiu a torre principal do shopping Flamboyant e caiu sobre 23 carros.

As pessoas que estavam no interior do centro de compras foram impedidas de sair do local. Segundo a Infraero, o aeroporto de Goiânia ficou fechado das 18h10 às 19h14.

Suspeita de estupro
A delegada Ana Elisa Martins, titular da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) de Aparecida de Goiânia, iria pedir a prisão de Cleber por suspeita de ter estuprado uma estudante de 13 anos na tarde de segunda-feira, no Setor Buriti Sereno, em Aparecida. Ele foi reconhecido pela menina, por meio de fotografia.

A identificação de Silva pela menina de 13 anos foi possível porque a vítima anotou a placa do carro usado pelo suspeito. O Vectra branco está em nome de Cleber, que morava no Parque Amazonas, em Goiânia. A polícia esteve em sua casa na quarta-feira, mas não o localizou.

A estudante foi abordada quando ia para a escola a pé. Cleber teria parado o carro ao lado da jovem, aberto a porta e mandado ela entrar. Como ela recusou, ele a ameaçou com uma faca, rendendo-a e a colocando no interior do veículo. Eles foram até um local distante da cidade e a jovem foi estuprada. A estudante ficou cerca de uma hora e meia com o homem, segundo a polícia.

"A criança anotou as placas do carro e, por meio da anotação, chegamos até o carro. Conseguimos uma foto do suspeito e ela reconheceu ele, sem nenhuma dúvida. Como não conseguimos localizá-lo, iríamos pedir a prisão preventiva dele amanhã de manhã", disse Ana Elisa. "Aí, aconteceu isso que ninguém esperava. Uma triste coincidência", completou.

Os internautas Ayala, Patrícia Nassar e M.Coutinho, de Goiânia (GO), e Seabra, de Brasília (DF) participaram do vc repórter, canal de jornalismo participativo do Terra. Se você também quiser mandar fotos, textos ou vídeos, clique aqui.

vc repórter

compartilhe

publicidade