PUBLICIDADE
URGENTE
Saiba como doar qualquer valor para o PIX oficial do Rio Grande do Sul

Avião de pequeno porte cai em canavial e mata empresário em SP

13 abr 2012 - 15h28
(atualizado às 17h16)
Compartilhar

Uma aeronave de pequeno porte caiu em um canavial na tarde desta sexta-feira, na cidade de Itirapina, no interior de São Paulo. Segundo informações do Corpo de Bombeiros, o avião caiu e explodiu, deixando duas pessoas mortas. Uma das vítimas era o empresário Fernando de Arruda Botelho, acionista do grupo Camargo Corrêa e casado com Rosana Camargo de Arruda Botelho, uma das herdeiras de Sebastião Camargo, sócio-fundador do grupo. Segundo os bombeiros, o empresário pilotava a aeronave no momento da queda.

A aeronave caiu em um canavial da fazenda Conquista, de propriedade do empresário
A aeronave caiu em um canavial da fazenda Conquista, de propriedade do empresário
Foto: Marcio David / Futura Press

Botelho era dono de um aeroclube e conhecido pela sua paixão pela aviação. Segundo a corporação, o avião caiu perto da cabeceira da pista da fazenda Conquista, de propriedade do empresário.

A outra vítima era Sérgio Luiz Robattino, que também era piloto. Segundo os bombeiros, as vítimas morreram na hora, carbonizadas com a explosão da aeronave. Caminhões do Corpo de Bombeiros de São Carlos foram enviados para o local, que teve um princípio de incêndio na área de canavial.

O caso será registrado na delegacia de Itirapina, que deve iniciar as investigações após a conclusão da perícia.

Após ser informada da morte do empresário, a Camargo Corrêa divulgou uma nota lamentando o ocorrido. Veja na íntegra:

Uma aeronave particular em voo local na região da cidade de São Carlos com 02 ocupantes a bordo sofreu um acidente neste dia (13/04/2012). Estavam a bordo da aeronave Fernando de Arruda Botelho, acionista do Grupo Camargo Corrêa, e Sérgio Luiz Robattino, piloto da Morro Vermelho Taxi Aéreo.

Expressamos os mais sinceros sentimentos, trabalhando em conjunto com as Autoridades competentes. Faremos o possível para auxiliar no processo de investigação, bem como assistir as famílias dos ocupantes da aeronave.

Fonte: Terra
Compartilhar
Publicidade