Cidades

publicidade
09 de março de 2010 • 06h59 • atualizado às 07h47

Alvará ilegal de táxi custa até R$ 150 mil em SP, diz jornal

O preço por um alvará ilegal de táxi em São Paulo pode ultrapassar R$ 150 mil. Após a prefeitura liberar, há 10 dias, a emissões de novos cadastros de taxistas (Condutáxi), aumenta a procura pela venda ou aluguel ilegal da licença para exercer a profissão. O governo não emite novas licenças desde 1996. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Segundo a reportagem, o preço de R$ 150 mil é para um ponto no aeroporto de Congonhas (o mais valorizado da cidade), na zona sul, e foi indicado por taxistas e despachantes que pediram para não serem identificados. O jornal afirma que a venda pode ser feita por um taxista que queira vender o alvará ou em escritórios especializados. "Você dá um sinal, vai na Prefeitura, arruma os documentos do alvará e, na hora de reconhecer a firma nos contratos, dá um cheque administrativo do seu banco e pronto", diz um dos despachantes à reportagem.

Redação Terra