PUBLICIDADE

Acidente mata filho e genro de deputado do DEM no RJ

7 fev 2010 01h50
| atualizado às 02h01
Publicidade

O filho e o genro do deputado federal Arolde Oliveira (DEM) morreram na queda de um ultraleve na noite de sábado em Jacarepaguá, Zona Oeste do Rio de Janeiro. Benoni Assis Vieira de Oliveira, de 45 anos, e Sérgio Ribeiro de Menezes, de 43 anos, voltavam ao Clube Esportivo de voo CEU, de onde haviam partido, quando caíram na Lagoa de Jacarepaguá. Benoni era casado com a cantora gospel Marina de Oliveira, filha do deputado.

Os dois estavam fazendo fotos áreas do Rio de Janeiro, aproveitando o dia claro. Já estavam de volta ao clube de voo quando não conseguiram fazer uma curva e a aeronave perdeu força, caindo na Lagoa de Jacarepaguá, altura do Autódromo Nelson Piquet. As vítimas foram encontradas sem cinto de segurança.

Segundo a polícia, teriam morrido afogadas ou em decorrência do choque da aeronave com a água da lagoa. Não há certeza se os cintos não estavam atados ou se foram soltos pelas vítimas durante a queda do ultraleve.

A informação do acidente aéreo foi comunicada ao Corpo de Bombeiros às 18h35. Minutos depois um helicóptero do Grupamento de Operações Aéreas (GOA), baseado na Lagoa Rodrigo de Freitas, foi deslocado para Jacarepaguá com a missão de resgatar as vítimas. Os dois homens, porém, já estavam mortos.

As causas do acidente só serão conhecidas após uma perícia no ultraleve que, segundo informações preliminares, pertencia ao genro do deputado. O caso está sendo investigado pela 16ª Delegacia (Barra) e pela Aeronáutica.

Ex-secretário municipal de transportes do Rio de Janeiro na gestão do prefeito Cesar Maia, Arolde de Oliveira foi comunicado do acidente ainda no início da noite. Parentes das vítimas foram ao local, mas não quiseram falar.

Outros acidentes com Ultraleve
Aeronave muito leve usada principalmente para recreação em condições visuais diurnas e com capacidade para dois ocupantes no máximo, o Ultraleve tem sido associado a acidentes no Brasil.

O mais conhecido deles é o que tirou os movimentos das pernas do músico Herbert Vianna, líder da banda Paralamas do Sucesso. A mulher do cantor, a jornalista inglesa Lucy Vianna, morreu no acidente, ocorrido em 2001 em Mangaratiba, altura do Condomínio Portobello. Em 1997, o piloto Emerson Fittipaldi caiu de ultraleve e chegou a ser internado.

Fonte: O Dia
Publicidade