0

Chuva volta a alagar São Paulo na noite de quinta-feira

14 jan 2011
02h26
atualizado às 02h46

Os moradores de alguns bairros da capital e região metropolitana de São Paulo voltaram a passar por transtornos por causa da chuva na noite de quinta-feira (13). A partir das 19h20, o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) da prefeitura paulistana colocou algumas áreas em estado de atenção (zonas leste, sudestes e sul, além da marginal do rio Pinheiros) e, em poucos minutos, alagamentos foram registrados.

Às 21h, havia 19 pontos de alagamento ativos na cidade, sendo três deles intransitáveis. Três deles eram na Vila Prudente: dois na avenida Professor Luiz Ignácio Anhaia Mello, próximos às ruas Joaquim Pinheiro e Américo Vespucci, e um terceiro na avenida Paes de Barros.

O CGE afirmou que as chuvas ganhavam intensidade às 20h03 na zona leste, atingindo, principalmente, os bairros da Mooca, Aricanduva, Vila Formosa e Vila Prudente, onde havia possibilidade de queda de granizo. Na zona sudeste, o Ipiranga tinha chuva forte, enquanto na Vila Mariana e no Jabaquara era moderada.

Alagamentos também ocorreram nos municípios de Mauá, bastante atingido com a chuva forte que caiu na noite de terça-feira (11), Santo André, Suzano, Ferraz de Vasconcelos, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra e Mogi das Cruzes, todos na Grande SP.

No começo da madrugada, o radar do CGE indicava apenas garoa em pontos isolados da cidade de São Paulo. As temperaturas continuavam altas como esperado para essa época do ano, com os aeroportos de Congonhas e Guarulhos registrando 21°C e 22°C, respectivamente.

Segundo o CGE, as chuvas fortes darão uma trégua entre esta sexta e sábado, com previsão apenas de chuvas fracas e garoa isolada. No domingo (16), o tempo ainda fica aberto e com sol, mas ocorrem pancadas de chuva no fim da tarde, com intensidade forte e curta duração.

Desde o início de janeiro até as 13h de quarta-feira, São Paulo totalizou 238,3 mm de chuva, o que equivale a 99,7% da média esperada para o mês, segundo levantamento do CGE. Com isso, a previsão é de que o volume ultrapasse todas as expectativas para o período, que eram de 239 mm.

Da janela de casa, mulher observa perua em meio a alagamento, na avenida Anhaia Melo
Da janela de casa, mulher observa perua em meio a alagamento, na avenida Anhaia Melo
Foto: Luiz Guarnieri / Futura Press
Fonte: Redação Terra
publicidade