1 evento ao vivo

Catarina terá sua 1ª vez na Austrália com japonês de 53 anos

25 out 2012
08h24
atualizado em 18/12/2013 às 08h46
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Liz Lacerda
Direto de Sydney

O japonês identificado como Natsu, que arrematou a virgindade da brasileira Ingrid Migliorini, a Catarina, tem 53 anos e vive em Tóquio. A informação foi confirmada pelo diretor do documentário Virgins Wanted, o australiano Justin Sisely, que promoveu o leilão encerrado ontem. "Ele (Natsu) tem uma quantidade enorme de dinheiro e não quer ser descoberto", comentou Sisely.

Natsu vai viajar à Austrália para ter relações sexuais com Catarina, porque ele não gostaria de ter uma equipe de filmagens acompanhando sua rotina diária, em sua terra natal. "É compreensível", avaliou Sisely. Mas o diretor do documentário pretende gravar imagens e entrevistas dos parceiros e dos virgens - além de Catarina, a primeira vez do russo Alexander Stepanov foi leiloada -, antes e depois da primeira vez, mesmo que seja preciso esconder os rostos dos compradores.

A intenção de Sisely é promover um jantar para que os parceiros possam se conhecer e conversar, antes do ato sexual. "Definitivamente, vamos organizar um jantar e, depois, eles vão para um quarto de hotel", definiu. Nos próximos dias, Catarina tem consultas marcadas com um ginecologista e uma sexóloga. Os atendimentos também serão filmados.

Na semana que vem, o diretor e os dois protagonistas do filme estarão no Brasil para um trabalho, ainda mantido em segredo por Sisely. "Só estamos esperando os vistos, mas não posso dar mais detalhes porque é um contrato muito bem pago que pede sigilo", explicou. Eles devem ficar no País durante uma semana. Assim, a primeira relação sexual de Catarina deve acontecer somente na metade de novembro, depois que o grupo voltar à Austrália.

A virgindade de Catarina foi arrematada por US$ 780 mil, enquanto um paulista de 35 anos ofereceu US$ 3 mil pela primeira relação de Alex. Porém, ele ainda pode perder a vez para a primeira mulher da fila, já que o russo, que se declara heterossexual, estaria desconfortável com a ideia de se relacionar com um homem. Os dois jovens receberam ainda US$ 20 mil cada pela participação no projeto.

Veja também:

Bilby, o estranho animal com 'orelhas de coelho' que volta à natureza após quase desaparecer
Fonte: Especial para Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade