Boletim
Receba as últimas notícias em seu email

 Fale conosco
Participe! Envie suas críticas e sugestões
Caso Richthofen
Sábado, 22 de julho de 2006, 01h05  Atualizada às 04h28
Suzane e irmãos Cravinhos são condenados
 
Vagner Magalhães
Direto de São Paulo
 
 Últimas de Caso Richthofen
» Advogado de Suzane quer transferência de Ribeirão
» Suzane diz ter recebido ameaça de morte na prisão
» Suzane presta depoimento em Ribeirão Preto
» "Plano de emergência" pode dobrar jornada nos aeroportos
Busca
Busque outras notícias no Terra:
Após quase quatro anos do assassinato de Manfred e Marísia von Richthofen, a filha do casal, Suzane, o ex-namorado dela, Daniel Cravinhos, e o irmão dele, Cristian, foram condenados nesta sexta-feira por duplo homicídio triplamente qualificado. A soma total das penas dos três condenados chega a 115 anos de reclusão. Nenhum deles poderá recorrer da sentença em liberdade.

» Veja a íntegra da sentença
» Veja as contradições entre os réus
» Confira o que disseram as testemunhas
» Veja todas as fotos do caso
» Fórum: opine sobre o julgamento
» Confira a cronologia do caso

Suzane foi condenada a 19 anos e seis meses pela mãe e 19 anos e seis meses pelo pai - um total de 39 anos de reclusão mais 6 meses de detenção e 10 dias de multa por fraude processual. Daniel, a 19 anos e seis meses pela morte de Manfred e 19 anos e seis meses pela morte de Marísia - total de 39 anos de reclusão e seis meses de detenção.

Cristian Cravinhos foi condenado a 18 anos e seis meses pela morte de Marísia e 18 anos e seis meses pela morte de Manfred - 38 anos de reclusão mais seis meses de detenção. Os dois irmãos também foram condenados a seis meses de detenção mais 10 dias de multa por fraude processual.

Os condenados ouviram a sentença de pé, em frente ao juiz. Cristian estava ao centro, Daniel à esquerda e Suzane à direita. O policiamento da sala de julgamento foi reforçado por cerca de 20 policiais militares.

O julgamento de Suzane e dos irmãos Cravinhos, realizado no Fórum da Barra Funda, durou cinco dias e foi um dos mais esperados de São Paulo. A setença foi anunciada pouco antes das 2h da madrugada de sábado. No total, foram quase de 56 horas de julgamento.

Manfred e Marísia von Richthofen foram mortos a golpes de barra de ferro em 31 de outubro de 2002, enquanto dormiam em sua mansão no bairro de Campo Belo, em São Paulo. Sete dias depois, Suzane confessou envolvimento no crime. No dia seguinte, os irmãos Cravinhos foram presos.
 

Redação Terra