0

Barbosa diz que renunciará ao TSE por dores na coluna

17 nov 2009
17h14
atualizado às 17h29
Marina Mello
Direto de Brasília

O ministro Joaquim Barbosa, do Supremo Tribunal Federal (STF), confirmou nesta terça-feira que vai renunciar a sua vaga no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Barbosa deixa o tribunal por causa de um problema na coluna, que provoca dores fortes ao passar muito tempo sentado durante as sessões.

Atual vice-presidente do TSE, Barbosa comandaria o processo eleitoral de 2010
Atual vice-presidente do TSE, Barbosa comandaria o processo eleitoral de 2010
Foto: Luiz Silveira/SCO/STF / Divulgação

A comunicação oficial de sua saída deverá ser feita por Barbosa nesta noite durante sessão do TSE. Após o anúncio, a expectativa é de que a ministra Carmen Lúcia, do STF, assuma a vaga do ministro. A vaga da presidência do TSE, que seria destinada a Barbosa seguindo o critério de antiguidade, deve ficar para o ministro Ricardo Lewandowski.

Com a titularidade de Cármen Lúcia, deverá assumir como ministro substituto o ex-advogado-geral da União José Antônio Dias Toffoli, que ingressou no STF após a morte do ministro Carlos Alberto Menezes Direito.

Em agosto desse ano, Barbosa, que é relator do processo do mensalão, pediu licença de 90 dias do STF para tratar do problema na coluna. Nas sessões plenárias, o ministro costuma acompanhar parte dos julgamentos em pé para evitar as dores, além de utilizar uma cadeira diferente da dos colegas.

Fonte: Terra

compartilhe

publicidade
publicidade