Tragédia em Congonhas

Tragédia em Congonhas

Domingo, 20 de janeiro de 2008, 16h51 Atualizada às 19h59

TAM: familiares de vítimas pedem justiça e verdade

Passageiros que aguardam por embarque no saguão do Aeroporto de Congonhas, na zona sul de São Paulo, aplaudiram na tarde deste domingo a manifestação promovida pela Associação dos Familiares e Amigos das Vítimas do acidente com o Airbus A320 (Afavitam). Com alto-falantes e faixas, os parentes das 199 vítimas fatais do acidente, ocorrido em 17 de julho de 2007, pediram a elucidação das causas do acidente e gritaram em coro "justiça e verdade".

» Veja mais fotos
» Famílias esperam nova fase na relação
» Indenização não depende de culpa
» Opine sobre o assunto

O primeiro-secretário da Afavitam, Christophe Haddad, questionou a segurança das pistas do aeroporto. "A pista deste aeroporto está encharcada depois de dois dias de chuva. Você confia que alguma autoridade com competência técnica tenha inspecionado as condições da pista?", perguntou. "A pista continua uma armadilha para todos", disse.

Em cerca de 200 pessoas, segundo a Afavitam, a multidão de familiares fechou por dez minutos o check in da TAM. Os manifestantes pediram também que um representante da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e da Empresa Brasileira de Infra-estrutura Aeroportuária (Infraero) viesse ao saguão para que o manifesto fosse entregue a eles. Apenas um funcionário da Infraero atendeu o pedido.

Haddad afirmou ainda que, entre os objetivos da manifestação, está o de conscientizar os passageiros do perigo de viajar de avião no Brasil. "Os usuários têm todo o direito de saber como está a situação", explicou.

O presidente da Afavitam, Dario Scott, definiu o protesto como única forma de conseguir fazer com que a investigação evolua. "Eu não queria vir fazer uma manifestação, mas essa é a única forma de fazer as coisas andarem", disse.

Os familiares se reuniram no saguão e muitas pessoas aderiram ao protesto. Curiosos tiraram fotos e acompanharam a manifestação. Depois do minuto de silêncio em frente ao balcão de check-in da TAM, parte dos familiares cantou o hino do Rio Grande do Sul.

  • Imprima esta notícia
  • Envie esta notícia por e-mail
Hermano Freitas/Terra Familiares protestam no saguão do Aeroporto de Congonhas, em São Paulo Familiares protestam no saguão do Aeroporto de Congonhas, em São Paulo

Busca

Busque outras notícias no Terra: