Tragédia em Congonhas

Tragédia em Congonhas

Terça, 17 de julho de 2007, 22h57 Atualizada às 00h55

Grêmio iria viajar no avião que sofreu acidente

A equipe de futebol do Grêmio viajaria no vôo JJ3054 da TAM que sofreu um acidente, no início da noite desta terça-feira, depois de derrapar na pista do aeroporto de Congonhas, em São Paulo. Os planos da delegação, no entanto, foram alterados para evitar atrasos no terminal aéreo da capital paulista.

» Veja mais fotos
» Veja o local do acidente
» Opine sobre o acidente
» vc repórter: mande fotos e relatos

"Achamos mais prático não ter de passar pela problemática Congonhas, onde sempre ocorrem atrasos", disse o presidente do Grêmio, Paulo Odone.

O Grêmio, que viajou para Goiânia durante a tarde, embarcou em um vôo com escala em Florianópolis (SC). A delegação já está na capital goiana, onde enfrenta o Goiás nesta quarta-feira, pelo Campeonato Brasileiro de Futebol.

Segundo o pai do goleiro Sebastián Saja, o filho não soube explicar porque os planos foram alterados. "Faz uma hora falei com ele e ele me disse: ainda não sei porque não voamos nesse avião", afirmou Daniel Saja. O pai do jogador garantiu que nenhum dos jogadores do time estava no avião acidentado.

O vôo JJ3054 da empresa aérea TAM, vindo de Porto Alegre, se chocou com um posto de combustíveis e com um prédio da TAM nas proximidades do aeroporto de Congonhas, em São Paulo. Segundo a Infraero, o piloto não conseguiu fazer a manobra de pouso porque a pista estava escorregadia e atravessou a avenida Washington Luís até se chocar contra o prédio, que está em chamas.

Com agências

  • Imprima esta notícia
  • Envie esta notícia por e-mail

Busca

Busque outras notícias no Terra: