2 eventos ao vivo

+ Ao vivo: São Paulo tem mais de meio milhão nas ruas +

15 mar 2015
15h32
atualizado às 15h32
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Milhares de pessoas saem às ruas em mais de 20 estados para protestar contra o governo da presidente Dilma Rousseff. Data coincide com os 30 anos da redemocratização.

(Horário de Brasília / Clique em Alt + F5 para atualizar)

________________________________________________________

15:25 - Centenas de brasileiros protestam contra o governo e a corrupção na Union Square, em Nova York.

________________________________________________________

15:22 - Foram ou estão sendo realizados protestos contra o governo em mais de 20 estados e no Distrito Federal. O maior deles acontece em São Paulo.

________________________________________________________

15:12 - A PM estima agora em 580 mil o número de pessoas que participam do protesto contra Dilma na Avenida Paulista, em São Paulo. É mais do que todas manifestações dos demais estados juntas.

_________________________________________________________

15:10 - O protesto em Belo Horizonte já terminou. Ele levou, segundo a PM, 25 mil pessoas às ruas. O senador Aécio Neves (PSDB-MG) apareceu com camisa da seleção brasileira na janela de seu apartamento, mas não foi participou da manifestação.

_________________________________________________________

15:05 - A PM elevou a estimativa de participantes do protesto em Copacabana para 25 mil. Os organizadores falam em 40 mil.

_________________________________________________________

15:00 - Há um grupo de celebridades na casa do ex-jogador Ronaldo para participar do protesto em São Paulo. A cantora Wanessa Camargo deve cantar o Hino Nacional na Paulista.

_________________________________________________________

14:53 - A PM elevou para 240 mil o número de participantes no protesto em São Paulo. Um grupo percorre a Paulista, debaixo de uma grande bandeira do Brasil. Eles gritam: "Nossa bandeira jamais será vermelha."

_________________________________________________________

14:45 - Os manifestantes em Curitiba se reúnem na praça Santos Andrade. Segundo a polícia, o protesto tem cerca de 22 mil pessoas. Os gritos e cartazes predominantes são de "Fora PT, Fora Dilma".

_________________________________________________________

14:30 - Brasileiros também foram às ruas em Lisboa – cerca de 50 pessoas – e Londres – aproximadamente 60.

Os organizadores convidaram os brasileiros que vivem em Portugal a pendurarem bandeiras do Brasil nas janelas, como um ato de apoio ao país e protesto contra o governo.

_________________________________________________________

14:20 - A polícia militar estima agora o número de participantes em São Paulo em 200 mil. A concentração na Avenida Paulista é de longe a maior do país.

_________________________________________________________

Análise: As dificuldades na articulação política com a base aliada no Congresso e restrições e críticas dentro do próprio PT colocaram a presidente Dilma Rousseff em dificuldades políticas. Isso acontece num momento delicado, em que a economia não avança e o escândalo de corrupção na Petrobras deixa muitos brasileiros indignados.

_________________________________________________________

Análise: Apesar dos pedidos de impeachment, especialistas afirmam que ele carece de base legal e é improvável.

________________________________________________________

14:05 - Embora o protesto já comece a dispersar, Belo Horizonte ainda tem uma multidão nas ruas. Militares estimam em 20 mil o número de participantes; e organizadores falam em 40 mil.

_________________________________________________________

13:57 - Segundo a PM, já são cerca de 10 mil pessoas na Avenida Paulista.

_________________________________________________________

13:50 - Na sexta-feira, cerca de 40 mil pessoas participaram de um protesto liderado pela Central Única dos Trabalhadores (CUT) em São Paulo. Deles, segundo uma pesquisa Datafolha divulgada neste domingo, 63% acham que a presidente Dilma Rousseff sabia da corrupção na Petrobras

Para 36% dos entrevistados, a presidente sabia da corrupção, mas não poderia fazer nada. Outros 27% acreditam que ela sabia e deixou que continuasse. E 32% afirmaram que ela não tinha conhecimento de nada.

A margem de erro é de seis pontos para mais ou para menos.

_________________________________________________________

======================================================

Resumo: Protestos contra o governo levam dezenas de milhares de pessoas às ruas de 16 estados e ao Distrito Federal. Brasília tem 40 mil manifestantes, e o Rio, 15 mil. Em São Paulo, a marcha está começando, na Avenida Paulista. Os protestos também são expressivos em Recife, Belo Horizonte, Salvador e São Luís.

As bandeiras dos manifestantes são distintas. Há os grupos que pedem o impeachment, os que defendem uma intervenção militar e os que simplesmente estão contra o governo Dilma Rousseff. As cores verde e amarelo são predominantes nas marchas.

======================================================

13:30 - Em Brasília, o protesto já começa a se dispersar. Milhares de rosas brancas foram distribuídas para os manifestantes, para depois serem deixadas no gramado e no espelho d'água do Congresso. A PM estimou em 40 mil o número de manifestantes.

_________________________________________________________

_________________________________________________________

13:20 - Em Belém, cerca de 10 mil pessoas estão nas ruas, a maioria pedindo o impeachment da presidente.

_________________________________________________________

13:10 - Em Fortaleza, já não há mais manifestação. De acordo com a Polícia Militar, 20 mil pessoas compareceram à Praça Portugal, área nobre da capital cearense, para protestar contra o governo.

_________________________________________________________

13:03 - Em São Paulo, a Avenida Paulista começa a receber os manifestantes, mas a Polícia Militar estima o número de presentes em centenas. Um grupo de motociclistas bloqueia a rua.

_________________________________________________________

12:58 - No Rio, o comandante do 19º Batalhão de Polícia, tenente-coronel Luiz Carlos Segala, estimou em 15 mil o número de pessoas na Praia de Copacabana para o protesto contra Dilma. Manifestantes pró-PT estariam sendo retirados pela polícia, para evitar confrontos.

_________________________________________________________

12h55 - Em Maceió, cerca de 10 mil pessoas protestam na orla da Praia de Ponta Verde, um dos endereços mais caros da capital alagoana. Como em outras cidades, os manifestantes estão divididos: enquanto uns estão apeans contra o governo, outros defendem impeachment e até volta da ditadura militar.

_________________________________________________________

12h50 - No momento, há protestos em 16 estados e no DF, em diferentes escalas: Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Pará, Pernambuco, Paraná, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Sergipe, São Paulo e Tocantins.

_________________________________________________________

12h45 - Em Berlim, brasileiros chegaram a convocar um protesto em frente à Embaixada do Brasil, pelo Facebook, mas a manifestação não aconteceu.

_________________________________________________________

_________________________________________________________

12h40 - No Rio de Janeiro, a manifestação se concentra na orla da praia de Copacabana. Milhares de pessoas estão no local, mas ainda não há estimativa da PM.

_________________________________________________________

12h35 - A manifestação na Esplanada dos Ministérios, em Brasília, já conta com 30 mil pessoas, segundo estimativa da Polícia Militar do Distrito Federal. O Eixo Monumental, via que corta a Esplanada, está fechado desde a rodoviária do Plano Piloto até a Praça dos Três Poderes.

_________________________________________________________

Análise: As dificuldades na articulação política com a base aliada no Congresso e restrições e críticas dentro do próprio PT colocaram a presidente Dilma Rousseff em dificuldades políticas. Isso acontece num momento delicado, em que a economia não avança e o escândalo de corrupção na Petrobras deixa muitos brasileiros indignados.

_________________________________________________________

Análise: Apesar dos pedidos de impeachment, especialistas afirmam que ele carece de base legal e é improvável.

_________________________________________________________

_________________________________________________________

12h25 - Alguns grupos que convocaram os protestos, como o Movimento Brasil Livre, pedem o impeachment da presidente Dilma Rousseff. Outros, como o Vem pra Rua, não pedem o impeachment e protestam contra o governo e a corrupção. O governo diz que os protestos são legítimos e que o país "vive intensamente sua democracia". Contudo, ressalva que as manifestações devem ser pacíficas.

_________________________________________________________

12h15 - A Polícia Militar de Minas Gerais contabiliza 24 mil pessoas na Praça da Liberdade, em Belo Horizonte, neste momento. A manifestação contra o governo e contra a corrupção começou por volta das 9h30 e deve ficar concentrada na praça, sem deslocamento para outros pontos da capital mineira. Segundo a Agência Brasil, o protesto ocorre em clima de tranquilidade.

_________________________________________________________

_________________________________________________________

12h05 - Em Brasília, a Esplanada dos Ministérios já está ocupada por milhares de manifestantes, que estão concentrados em dois pontos no início da Esplanda: em frente à Catedral Metropolitana de Brasília e ao Museu da República. O lado sul do Eixo Monumental já está tomado e a saída dos manifestantes em direção ao Congresso Nacional é aguardada para qualquer momento. A maioria veste camisetas nas cores da bandeira. Muitos exibem cartazes e faixas contra o governo e a corrupção. O clima é tranquilo. Os organizadores esperam 130 mil. A Polícia Militar estima que, ao longo do dia, cerca de 70 mil pessoas compareçam à manifestação. No momento, a estimativa da PM é que cerca de 3,2 mil estejam presentes, informa a Agência Brasil.

_________________________________________________________

12h - No exato dia em que a redemocratização completa 30 anos, brasileiros saem às ruas em várias cidades do país para o exercício de um dos direitos fundamentais da democracia: a liberdade de opinião e de expressão. Os protestos se voltam principalmente contra o governo da presidente Dilma Rousseff e a corrupção na Petrobras.

Veja também:

"Eu pensei: 'Vou morrer?'": a noiva surpreendida durante ensaio pela explosão no Líbano
Deutsche Welle A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade