3 eventos ao vivo

Acidente de avião em Katmandu mata dezenove pessoas

(Atualiza com possível causa do acidente) Dezenove pessoas morreram nesta sexta-feira após um avião que tinha acabado de decolar do aeroporto de Katmandu pegar fogo, informou o governo do Nepal por meio de um comunicado.

"Um pássaro se chocou contra o avião durante a decolagem e isso dificultou o controle da aeronave. Essa é uma das causas do acidente. Encontramos o pássaro desmembrado em três partes", disse à Agência Efe o responsável do aeroporto de Katmandu, Ratish Chandra Lal Somam.

"Necessitaremos de uma investigação para saber se após o choque foi realizado o procedimento apropriado. Recuperamos a caixa-preta e estamos investigando", acrescentou.

As vítimas são sete britânicos, cinco chineses e sete nepaleses, dos quais três eram membros da tripulação, disse à Agência Efe um oficial da companhia aérea do avião acidentado, a Sita Air.

Segundo um comunicado da Autoridade de Aviação Civil do Nepal, o aparelho iria de Katmandu para Lukla, cidade que costuma servir de ponto de partida para o turismo e o montanhismo na região do Everest.

O avião pegou fogo apenas um minuto depois de decolar no início da manhã no Nepal. De acordo com testemunhas e funcionários da companhia aérea, os corpos ficaram totalmente carbonizados e não há sobreviventes.

As testemunhas, citadas pela imprensa local, asseguraram que o avião caiu a cerca de 20 metros das cabanas de uma aldeia e próximo de um riacho, para onde membros do exército foram enviados para ajudar no resgate.

Acidentes aéreos são relativamente comuns no Nepal, mas geralmente eles ocorrem quando aviões se chocam contra zonas montanhosas.

O último grande acidente aconteceu em maio, quando quinze pessoas morreram quando um avião caiu nas proximidades do aeroporto de Jomsom, considerado um dos mais perigosos do mundo. EFE

ms-daa/dk

EFE   

compartilhe

publicidade
publicidade